Aguarde...

Especial Névio Archibald

Câmara de Ribeirão quer ouvir novamente secretário da Saúde

Vereadores alegam que não conseguiram fazer perguntas para o secretário Sandro Scarpelini, nesta terça (28)

| ACidadeON/Ribeirao

O secretário Sandro Scarpelini foi à Câmara falar do combate ao coronavírus (Foto: Aline Pereira/Câmara Ribeirão)
 
Na rápida sessão desta terça-feira (28), a Câmara de Ribeirão Preto aprovou um pedido de urgência para votar um projeto de resolução solicitando que o secretário da Saúde Sandro Scarpelini volte ao legislativo para completar a discussão que teve início nesta terça sobre a pandemia do coronavírus, em reunião pública por videoconferência.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
Os parlamentares alegaram que nem todos conseguiram fazer perguntas para Scarpelini, em razão do tempo. A nova convocação será discutida, novamente, na quinta-feira (30). Caso aprovado, a Mesa Diretora da Câmara ainda deverá agendar uma nova data para a sessão extraordinária.  

Na reunião pública, Sandro Scarpelini reconheceu que o Hospital Santa Lydia não é exclusivo para tratar pacientes com covid-19. A fala do secretário contraria informações divulgadas pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB), que no dia 22 de julho informou que o hospital municipal seria exclusivo para os pacientes com o novo coronavírus - veja abaixo a repercussão da reunião pública.  

Leia mais:
Santa Lydia não é exclusivo de covid-19, diz Scarpelini
Ribeirão Preto tem 11,6 mil pessoas curadas da covid-19
Quase 2 mil trabalhadores da Saúde já contraíram covid-19
 

Em CPI
 
Na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Esporte, os vereadores questionaram funcionários da secretaria dos Esportes sobre o motivo de dois funcionários comissionados nomeados para a pasta estarem lotados em outros setores da administração.  

Em contato com a coluna, a secretaria de Esportes informou que o Palácio Rio Branco solicitou dois funcionários para atender as demandas no local. Contudo, afirma que isso não trouxe prejuízos ao "bom funcionamento" da pasta e o atendimento a população na realização da prática esportiva.  

Outra CPI
 
Após o ribeirão Preto ser atingido por uma substância que deixou o córrego na cor vermelha na última segunda, foi solicitada a abertura de uma CPI para apurar "responsabilidade de crime ambiental". A comissão deve ter a composição de Maurício Gasparini (PSDB), João Batista (PP), Luís França (PSB), Lincoln Fernandes (PDT) e Marcos Papa (CID).  

Leia mais:
Córrego da Via Norte, em Ribeirão Preto, fica vermelho

Mais do ACidade ON