Aguarde...

Especial Névio Archibald

Câmara quer multa maior por desrespeito ao sossego público

Projeto discutido por vereadores em Ribeirão Preto altera lei de 1967; valor da multa pode chegar a R$ 872

| ACidadeON/Ribeirao

Texto aprovado pelo Legislativo, nesta quinta (25), muda lei de 1967 (Foto: reprodução/Pixabay)
 
A Câmara Municipal de Ribeirão Preto aprovou, nesta quinta-feira (25), projeto de lei que aumenta a multa para quem perturbar o sossego público. A penalidade pode chegar a R$ 872, em caso de reincidência. O texto altera legislação de 1967 e deve ser analisada pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB), que pode vetar ou sancionar a proposta.  
 
Na lei de 1967, os infratores podem ser multados em 1/20 avos no valor do salário mínimo.

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
Projeto de lei parecido já havia sido aprovado pelo Legislativo em 2020, porém o prefeito Duarte Nogueira, vetou a proposta, por considerar inconstitucional. Na ocasião, o executivo informou que a multa proposta não poderia ter como base o salário-mínimo.  

Desta vez, o texto de autoria de Marcos Papa (CD) e Luís França (PSB), apontou que a penalização deve ter como base a Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo. O projeto original, era do ex-vereador Boni.  

CCJ barra projeto que limita lockdown
 
A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara Municipal barrou um projeto da vereadora Gláucia Berenice (DEM), que pedia a convocação de uma audiência com setores da sociedade, antes da decretação de medidas como o lockdown. O texto apontava que o anúncio deveria ocorrer com 48 horas de antecedência.  

A parlamentar afirma que a medida seria necessária para que fossem evitadas aglomerações em supermercados, por exemplo. "É importante ter um prazo de preparação", disse.  
 
Adiado 

O vereador André Rodini (Novo) pediu o adiamento da votação para convocação do secretário da Saúde Sandro Scarpelini, para esclarecimentos sobre a pandemia na cidade. Ele afirmou, que o objetivo original do pedido havia sido perdido.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON