Publicidade

politica

Nogueira lamenta a morte do ex-vice-presidente Marco Maciel

Ex-vice-presidente da república morreu neste sábado, em Brasília, aos 80 anos; Maciel ficou 45 anos na política

| ACidadeON/Ribeirao -

 

Ex-vice-presidente da República Marco Maciel (Foto: Agência Senado)

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), lamentou a morte do ex-vice-Presidente da República, Marco Maciel. O político de 80 anos morreu em Brasília, neste sábado, 12 de junho, após internação por causa de uma infecção bacteriana. 
 
Confira a nota divulgada por Nogueira: "Marco Maciel compôs durante sua vida política uma trajetória íntegra e de interesse público.
Diálogo e conciliação são marcas indiscutíveis de sua conduta não só enquanto vice-presidente do País assim como nos demais cargos que ocupou. Deixa um legado que inspira a todos aqueles que acreditam que a política é um instrumento de transformação.
Aos familiares e amigos, meus sinceros sentimentos". 

Marco Maciel convivia com a doença de Alzheimer desde 2014 e, em março deste ano, foi diagnosticado com covid-19. Ele voltou a ser internado esta semana devido a uma infecção bacteriana. O velório será hoje de 14h30 às 16h30 no salão Negro do Senado e o sepultamento às 17h30 na Ala dos Pioneiros do Cemitério Campo da Esperança, em Brasília.

Além de ter sido senador por três períodos - de 1983 a 1991, de 1991 a 1994 e de 2003 a 2011 - ele foi vice-presidente da República nos dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso, de 1995 a 1999 e de 1999 a 2003. Nesse período, ele era filiado ao PFL.

Também foi eleito imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), em 18 de dezembro de 2003, como oitavo ocupante da Cadeira nº 39, na sucessão de Roberto Marinho.

Recebeu ainda títulos de Cidadão Honorário de 42 cidades brasileiras, a maioria delas em Pernambuco. A ele é atribuída a autoria de frases célebres como: "Tudo pode acontecer, inclusive nada".

Mais notícias


Publicidade