Publicidade

politica

Dárcy chama Baleia para testemunhar em processo da Sevandija

Ex-prefeita de Ribeirão Preto foi denunciada em novo núcleo da operação em janeiro de 2020

| ACidadeON/Ribeirao -

(Foto: Weber Sian / A Cidade - 07.fev.2014

A defesa da ex-prefeita de Ribeirão Preto Dárcy Vera arrolou o deputado federal Baleia Rossi (MDB) como testemunha de defesa em audiência de instrução em processo da Operação Sevandija. A Justiça encaminhou um ofício para o parlamentar convidando para a audiência. 


O caso
 
A ex-prefeita Dárcy Vera foi denunciada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) em fevereiro de 2020, por suposta participação no esquema de indicação de servidores, em troca de favores políticos, que também envolveu ex-vereadores. O caso foi investigado no chamado núcleo Atmosphera-Coderp.  

LEIA MAIS - Dárcy Vera vira ré em mais um processo da Sevandija
 
A denúncia contra a ex-prefeita foi apresentada de forma separada contra o ex-vereadores, entre eles Walter Gomes e Cícero Gomes, porque o caso precisou ser investigado, no início, na Procuradoria Geral de Justiça - clique aqui e leia mais.  
 

Testemunhas
 

A participação do deputado está marcada para o dia 9 de agosto de 2021, às 13h45. O depoimento de Baleia Rossi, como de outras testemunhas, deve ocorrer por videoconferência, em razão das medidas de contenção da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Vale ressaltar que o deputado não é investigado.  

Outras testemunhas arroladas pela defesa da ex-prefeita irão depor entre os dias 9 e 26 de agosto, entre eles, ex-comissionados na Prefeitura de Ribeirão Preto.  

A Justiça também vai ouvir testemunhas apresentadas pelo Ministério Público. A ex-prefeita e os agentes da Polícia Federal que participaram das investigações já foram ouvidos pela Justiça no início de junho. 


Outro lado
 
A coluna questionou a assessoria do deputado Baleia Rossi sobre o convite da defesa para testemunhar na audiência de instrução. Contudo, não houve retorno até a publicação do texto.  

A ex-prefeita Dárcy Vera sempre negou envolvimento nos crimes investigados pela Sevandija. No entanto, Dárcy já foi condenada em outro braço da operação, que denunciou um esquema de cobrança de propina para liberação de honorários advocatícios dos cofres públicos do município. 
 
Em defesa prévia anexada no processo, os defensores de Dárcy Vera afirmaram que a denúncia não apresentou "a existência de qualquer conduta criminosa".


LEIA MAIS - TJ aumenta pena da ex-prefeita Dárcy Vera na Sevandija  




Mais notícias


Publicidade