Publicidade

politica

Ribeirão: Ministério Público é contra aulas presenciais em agosto

Secretário da Educação de Ribeirão Preto disse que aulas presenciais podem ser retomadas no dia 3 de agosto

| ACidadeON/Ribeirao -

Desde o início da pandemia as aulas presenciais estão suspensas em Ribeirão Preto (Foto: Weber Sian/ACidade ON)
 
O Geduc (Grupo de Atuação Especial da Educação) do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) e o Sindicato dos Servidores Municipais acreditam ser "prematura" a intenção da secretaria da Educação em antecipar para agosto a volta das aulas presenciais na rede municipal de Ribeirão Preto, que estão suspensas desde o início da pandemia. 

LEIA MAIS - Educação de Ribeirão quer antecipar volta das aulas presenciais
 
Data marcada
 
Na última terça-feira (22), o secretário da Educação de Ribeirão Preto, Felipe Miguel, afirmou que a prefeitura trabalha com a possibilidade de volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino para o dia 3 de agosto. A data antecipa a previsão do retorno, que aconteceria apenas em setembro, quando os profissionais da educação concluírem a vacinação contra a covid-19.  

Nem se ele quisesse
 
O presidente do sindicato dos Servidores, Valdir Avelino, disse em contato com a coluna que a meta não será alcançada "nem se o secretário quiser". "O secretário falar isso daí, eu não sei de onde ele tirou isso. [Em audiência pública] ele foi bem questionado em vários pontos, não tem como", declarou.  

O sindicalista lembra que a segunda dose só será aplicada nos professores e outros profissionais após três meses, já que foram usadas vacinas da Pfizer. Portanto, a vacinação só seria completada em setembro.  

Além disso, ele lembra que a prefeitura precisa contratar três médicos para averiguar a situação sanitária das escolas. "Só aí, tem um atraso. Não tem nem como agilizar", pontua.  

Estresse
 
Em entrevista para rádio CBN Ribeirão, o promotor Naúl Felca, do Geduc, disse que a volta às aulas presenciais precisa obedecer a outros critérios. "Acho que está havendo uma antecipação prematura. Isso cria um estresse enorme na população".  

Naúl acredita que é mais longo do que o anunciado pela prefeitura. "O simples fato de você usar máscara, o simples fato de você estar vacinado, não é bastante suficiente para garantia das questões de biossegurança no retorno", declarou o promotor.  

Ele ainda cobra testagem em larga escala dos alunos e funcionários.  

Volta segura
 
Por meio de nota, a secretaria da Educação de Ribeirão Preto afirmou que está trabalhando e seguindo todas as prerrogativas exigidas pela Justiça do Trabalho para o retorno presencial das aulas de forma segura.  

Lá fora
 
Na Inglaterra, as aulas presenciais foram retomadas em março. Na ocasião, ficou definido que os estudantes devam realizar dois exames para identificação do novo coronavírus (covid-19) por semana.  

Turma da Mônica
 
A Unicef, órgão das Nações Unidas para as crianças, lançou na última segunda-feira (21) uma cartilha com os personagens da Turma da Mônica sobre a retomada das aulas presenciais. No guia, que conta com amparo do ministério da Saúde, as crianças são alertadas a ficar a 1,5 metro dos colegas de classe e são orientadas a manter a higiene das mãos e a usar máscaras.


Mais notícias


Publicidade