Publicidade

politica

Sandro passa por maratona de audiências na Câmara de Ribeirão

Nesta quinta-feira (12), Câmara de Ribeirão Preto aprovou convocação do secretário da Saúde

| ACidadeON/Ribeirao -

Sandro Scarpelini, secretário da Saúde de Ribeirão Preto (Foto: reprodução)
 
A Câmara de Ribeirão Preto aprovou, na noite desta quinta-feira (12), a convocação do secretário da Saúde Sandro Scarpelini. O Legislativo pede esclarecimentos sobre ações da Prefeitura de Ribeirão Preto na pandemia da covid-19. 

LEIA MAIS - Audiência discute fim do pronto-socorro Central em Ribeirão
 
A convocação foi solicitada por requerimento pelos vereadores Luís França (PSB) e Judeti Zilli (PT). "Nós enviamos esse requerimento em junho, tendo em vista a gravidade da covid-19 naquele momento. Hoje os índices da covid diminuíram, porém são bastante graves ainda", declarou a vereadora Judeti.   


Maratona
 
 
O secretário deve participar de sessão extraordinária da Câmara em data que ainda deve ser definida pela Mesa Diretora da Casa de Leis. Antes, Sandro Scarpelini vai se reunir com vereadores nesta sexta-feira (13) para discutir o fim do pronto atendimento na UBDS (Unidade Básica Distrital de Saúde) Central.  

Uma audiência pública para discutir o tema está marcada para o dia 23 de agosto e Sandro Scarpelini também foi convidado. Para completar a passagem do secretário da Saúde no Legislativo, nesta quinta-feira ele esteve presente em reunião da comissão permanente de Assuntos Metropolitanos.  
 

Suspeita
 
 
O vereador Luís França apresentou atestado para se afastar por uma semana do Legislativo. Isso porque, o parlamentar apresentou sintomas da covid-19 e aguarda o resultado de exames.  
 

Data marcada
 
 
A Câmara marcou a data da sessão extraordinária em que o secretário de Governo de Ribeirão Preto, Antônio Daas Abboud, deve se explicar sobre uma Ação Civil Pública, em que ele é processado pela própria prefeitura. Abboud deve comparecer ao Legislativo no dia 19 de agosto, às 16h.  
 

TJ barra recurso
 
 
Por perda de objeto, o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) barrou recurso da prefeitura contra liminar proposta pela vereadora Duda Hidalgo (PT), que suspendeu a lei que extingue o Daerp (Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto). Com a decisão, a prefeitura precisa esperar sentença da Justiça sobre o projeto aprovado na Câmara.

Mais notícias


Publicidade