Publicidade

politica

Vereador de partido de Sérgio Reis evita polêmica com cantor

Em Ribeirão Preto, o Republicanos, legenda do cantor e ex-deputado federal Sérgio Reis, tem Brando Veiga como parlamentar

| ACidadeON/Ribeirao -

Cantor e ex-deputado Sérgio Reis (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
 
O vereador Brando Veiga (Republicanos) se esquivou de comentar sobre a polêmica em que se envolveu o cantor sertanejo Sérgio Reis, ex-deputado federal, pelo mesmo partido que o parlamentar de Ribeirão Preto. 

No último domingo (15), foi publicado o áudio de uma conversa do cantor convocando caminhoneiros para um cerco em Brasília, no próximo feriado da Independência, em 7 de setembro, em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). 

Caminhoneiros negam apoio
 
A convocação do ato foi rechaçada por lideranças de caminhoneiros, como o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Carga, que disseram que o cantor não representa a categoria, que está preocupada em buscar melhores condições de trabalho, sem conotação política.  

Sem atrito
 
Em contato com a coluna, o vereador disse, por meio de sua assessoria, "que cada um deve assumir seus atos". Contudo, Brando Veiga evitou de comentar a situação, pois ele não tem proximidade com o ex-deputado, embora façam parte da mesma legenda.   
 
Vereador Brando Veiga, do Republicanos (Foto: Câmara de Ribeirão Preto)


Apuração
 
Nesta terça-feira (17), subprocuradores da República, que representam o MPF (Ministério Público Federal), abriram uma representação contra Sergio Reis por suposta incitação à subversão da ordem política ou social.  

Deprimido
 
Na segunda-feira (16), em entrevista para jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, Ângela Bavini, esposa do cantor disse que Sérgio Reis ficou deprimido com a repercussão negativa do áudio, já que afirma que o cantor foi mal interpretado.  

Além disso, informou que o cantor teria passado mal, com crise de diabetes. "Ele é querido e amado pelo Brasil inteiro, de direita, de esquerda", disse.

Mais notícias


Publicidade