Publicidade

politica

Vereador diz que PróUrbano chantageia Prefeitura de Ribeirão

Na última semana, o consórcio PróUrbano disse que acumula prejuízo de R$ 56 milhões desde o início da pandemia

| ACidadeON/Ribeirao -

Na última semana, o consórcio PróUrbano informou prejuízo de R$ 56 milhões desde o início da pandemia (Foto: Weber Sian/Arquivo A Cidade)
Na última semana, o consórcio PróUrbano informou prejuízo de R$ 56 milhões desde o início da pandemia (Foto: Weber Sian/Arquivo A Cidade)
 
O vereador Marcos Papa (CID) disse nesta segunda-feira (8) que o Consórcio PróUrbano, responsável pela administração do transporte coletivo em Ribeirão Preto, chantageia a prefeitura ao afirmar que acumula prejuízo de R$ 56 milhões desde o início da pandemia.  

LEIA MAIS - Concessão do transporte coletivo de Ribeirão será alvo de auditoria  

"Quero crer que o prefeito não será conivente com essa chantagem que as empresas de ônibus estão fazendo com a cidade, dizendo que o contrato está desequilibrado", disse Papa em vídeo publicado nas redes sociais.  

O vereador ainda afirmou que vai pedir que a Câmara Municipal convoque o secretário de Administração, André Almeida Morais, para que o executivo possar falar sobre o caso no legislativo.  

Em junho deste ano, a Câmara Municipal, a pedido do Executivo, aprovou um repasse de R$ 17 milhões ao PróUrbano. A justificativa era de que ela estava sofrendo com queda de receita provocada pela pandemia, que afetou o fluxo de passageiros a partir de março de 2020.  

Segundo o Portal da Transparência, a Prefeitura já repassou R$ 15.596.107.80 ao PróUrbano em 2021. No passado, foram repassados R$ 4.231.564,70, ou seja, aumento de 268% na comparação entre os dois períodos.  

Outro lado  

Procurado pela coluna, o PróUrbano não respondeu sobre o assunto até a publicação do texto. Em comunicado divulgado na sexta-feira (5), as empresas que fazem parte do grupo disseram que o sistema de transporte foi "brutalmente impactado" pela pandemia e que mesmo com o aporte de R$ 17 milhões, os prejuízos estão se acumulando.  

Na última sexta-feira, ao ser questionada, a Prefeitura de Ribeirão Preto declarou que abriu processo licitatório (Tomada de Preços nº 04/2021) para contratação de empresa especializada para a realização dos estudos de equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão para o serviço de transporte coletivo urbano no município. 

Na prática, o estudo visa verificar se a operação está dando prejuízo e o quanto seria necessário para reequilibrar as contas. A empresa vencedora do processo será conhecida nesta terça-feira (9), às 9h. 
 
LEIA MAIS - PróUrbano diz que transporte coletivo de Ribeirão está em colapso 
 
Na última semana, o consórcio PróUrbano informou prejuízo de R$ 56 milhões desde o início da pandemia (Foto: Weber Sian/Arquivo A Cidade)
Vereador Marcos Papa - CID (Foto: Weber Sian/Arquivo A Cidade)


Publicidade