Publicidade

politica

Eleição: Doria deixa a disputa pela Presidência da República

Antes de deixar a disputa, Doria lembrou que venceu três prévias dentro do PSDB e ressaltou a gestão que teve no Governo de São Paulo ao longo da pandemia

| ACidadeON/Ribeirao -

 

João Doria (Foto: Governo do Estado de São Paulo)
O ex-governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta segunda-feira (23), a saída da disputa pela Presidência da República do Brasil. A decisão do tucano foi divulgada em coletiva, transmita pelas redes sociais. 
 
Antes de deixar a disputa, Doria lembrou que venceu três prévias dentro do PSDB e ressaltou a gestão que teve no Governo de São Paulo ao longo da pandemia.  

"Hoje dia 23 de maio, serenamente, entendo que não sou a escolha da cúpula do PSDB. Aceito esta realidade com a cabeça erguida. Sou um homem que respeita o bom senso, o diálogo e o equilíbrio. Sempre busquei e seguirei buscando o consenso, mesmo que ele seja contrário à minha vontade pessoal. O PSDB saberá tomar a melhor decisão no seu posicionamento para as eleições deste ano", disse Doria.

"Me retiro da disputa com o coração ferido, mas com a alma leve. Com a sensação inequívoca do dever cumprido e missão bem realizada", completou o ex-governador. 
 
Durante o pronunciamento, Doria ainda afirmou que espera que Rodrigo Garcia (PSDB) vença a disputa e seja reeleito Governador de São Paulo - Garcia era vice e assumiu o posto após a saída de Doria, que pretendia disputar a Presidência (clique aqui e veja todos os pré-candidatos ao Governo de São Paulo). 
 
Desta forma, o ex-governador paulista abre espaço para que a senadora Simone Tebet (MDB) seja o nome escolhido na aliança entre a sigla tucana, o MDB e o Cidadania na disputa pel Presidência da República.
 
Veja abaixo, na íntegra, a coletiva de João Doria:
 
 


Publicidade