ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

vidaeestilo

Ciclo celebra 100 anos de Bergman em Ribeirão Preto

Cinépolis Santa Úrsula exibe títulos do dramaturgo e cineasta sueco conhecido por seu cinema existencial

| ACidadeON/Ribeirao

Gênio: O dramaturgo e cineasta Ingmar Bergman em uma de suas últimas fotos antes de falecer, em 2007 (foto: divulgação)


Não tivesse morrido em 2007, aos 89 anos, o dramaturgo e cineasta sueco Ingmar Bergman teria completado 100 anos no último 14 de julho. Este marco está sendo celebrado no mundo todo, inclusive em Ribeirão Preto, onde um ciclo no Cinépolis Santa Úrsula exibe, a partir de amanhã, um filme seu por dia e um documentário sobre sua vida e obra.  

Difícil explicar em tão pouco espaço o que faz a cinematografia de Bergman digna de tanta celebração, mas uma frase do cineasta francês Jean-Luc Godard fornece uma boa pista: "Para Bergman estar só é se fazer perguntas; filmar é encontrar as respostas".  

Pessoalmente introspectivo, instável e obsessivo, Bergman canalizou para a arte seus questionamentos existenciais, brindando o espectador com verdadeiros estudos psicológicos da alma humana em seus filmes e peças de teatro.  

O recorte de sua cinematografia que passa por Ribeirão começa com "O Sétimo Selo" (1959), listado pela crítica especializada entre as maiores obras-primas do cinema - o que pode ser mais alegórico que um cavaleiro em crise de fé jogar xadrez com a Morte, enquanto questiona o sentido da vida?  

Já "Gritos e Sussurros" e "Sonata de Outono" aprofundam-se na intimidade de famílias disfuncionais - como foi a do próprio cineasta, cuja infância traumática ele exorcizou no clássico "Fanny e Alexandre" (1982) - infelizmente, não passa por aqui desta vez.  

"Persona" é o que mais explora o estudo das personagens em 84 minutos de closes de câmeras nos rostos das atrizes, como se quisesse enxergar a alma pela janela dos olhos. Consegue. 

Confira a programação  

Sexta (10), 19h e 21h
O SÉTIMO SELO
Legendado. Suécia, 1959.
Com Gunnar Björnstrand, Bibi Andersson, Bengt Ekerot.
Após dez anos, um cavaleiro retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela peste negra. Com sua fé em Deus abalada, ele reflete sobre o significado da vida quando a Morte surge para levá-lo. Para ganhar tempo, ele a convida para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte ou não com ela. 12 anos. 1h36.

Sábado (11), 19h e 21h

MORANGOS SILVESTRES
Legendado. Suécia, 2015. Dir.: Ingmar Bergman. Com Victor Sjöstrom, Bibi Andersson, Ingrid Thulin.
Isak Borg é um professor de medicina que revisita momentos marcantes de seu passado durante viagem de carro até sua antiga universidade, onde receberá uma honraria. Quanto mais recorda, mais se sente frio e cheio de culpa. 10 anos. 1h32.

Domingo (12), 19h e 21h
GRITOS E SUSSURROS
Legendado. Suécia, 1952. Dir.: Ingmar Bergman. Com Ingrid Thulin, Liv Ullmann, Harriet Andersson.
Em uma casa no campo uma mulher enferma recebe cuidados das duas irmãs e uma empregada da família que perdeu sua filha precocemente. Lembranças, frustrações, amor e ódio se misturam a no interior de cada pessoa. Não tem classificação. 1h30.

Segunda (13), 19h e 21h
PERSONA (QUANDO DUAS MULHERES PECAM)
Legendado. Suécia, 1966. Dir.: Ingmar Bergman. Com Gunnar Björnstrand, Bibi Andersson, Liv Ullmann.
Após um desempenho na peça "Electra", a famosa atriz Elisabeth Vogler para de falar. Sua psiquiatra a deixa sob os cuidados da dedicada enfermeira Alma, em uma isolada casa de praia, onde Alma fala pelas duas. 14 anos. 1h24.

* data a definir
SONATA DE OUTONO
Legendado. França, Alemanha Ocidental, Suécia, 1978. Dir.: Ingmar Bergman. Com Ingrid Bergman, Liv Ullmann, Gunnar Björnstrand.
Mãe ausente, a renomada pianista Charlotte faz uma visita à filha Eva após anos sem se verem. Ela se surpreende ao encontrar lá a outra filha, com doença mental, que Eva tirou de uma instituição para cuidar dela em casa. A tensão entre mãe e filha cresce devagar até elas passarem a limpo velhos ressentimentos. 12 anos. 1h37.  

Quarta e quinta (15h), 19h e 21h
BERGMAN - 100 ANOS
Legendado. Suécia, 2018. Dir.: Jane Magnusson.
Com Ingmar Bergman, Liv Ullmann, Lars von Trier.
Documentário resgata a obra monumental do cineasta sueco. O foco é o ano de 1957, quando Bergman lança dois filmes, filma mais dois, dirige um telefilme e quatro peças de teatro. 12 anos. 1h56.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook