Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

Notícias

Bolo de Santo Antônio tem 130 metros e decoração de Copa do Mundo

Paróquia de Santo Antônio de Pádua em São Carlos espera receber cerca de 30 mil fiéis na festa do padroeiro

| ACidadeON/São Carlos

Bolo de Santo Antônio tem 130 metros e deve ser entregue a quase 30 mil fiéis (Foto: ACidade ON São Carlos)

 
Se no último dia 12 de junho os casais apaixonados comemoraram o Dia dos Namorados, nesta quarta-feira (13) é a vez dos solteiros que estão à procura do grande amor pedirem as bençãos de Santo Antônio, o santo casamenteiro. O tradicional bolo da Paróquia Santo Antônio de Pádoa, na Vila Prado, em São Carlos, tem 130 metros de comprimento e deve ser entregue para quase 30 mil fiéis ao longo do dia, isso sem contar as centenas de pães benzidos oferecidos aos que frequentarem a igreja no dia festivo. 

A são-carlense Helen Bertazim foi até a paróquia garantir o seu pedaço do bolo e aproveitou para fazer suas preces ao santo. "Está difícil encontrar um parceiro bacana. Não vou mentir, já me decepcionei algumas vezes. Mas, como já é tradição vir à igreja no dia de Santo Antônio, não custa pedir aquela forcinha", relatou a jovem de 24 anos. E ela não está sozinha. Engana-se quem acha que o dia é direcionado apenas para as mulheres, já que muitos homens também pediram aquela ajuda para o santo. 

"A paróquia faz um trabalho muito bonito, principalmente para nós do bairro. Eu mesmo sempre contribuo e frequento as festas. Nada mais justo que pedir uma ajudinha nos encontros para a fé também, né?", disse Alex de Paula enquanto pegava um dos pedaços do bolo recheado com doce de leite e leite condensado.   

Padre diz que fé deve ser ato constante e não se resumir em ações esporádicas (Foto: ACidade ON São Carlos)

 
Uma das padarias do bairro fornece os 130 metros de massa para a produção do bolo; o recheio já vem praticamente pronto. Depois, dezenas de pessoas ligadas à comunidade da igreja trabalham durante um dia todo para a montagem do doce. A paróquia também recebe doações de pães diariamente para distribuir ao público, conforme os passos trilhados pelo padroeiro da igreja. O santo em questão seguiu por muito tempo a linha dos monges franciscanos e uma de suas contribuições era oferecer pães aos que careciam de alimento. 

O padre Marcio André Massola Gaido garante que a festa é bastante movimentada desde a fundação da paróquia de Santo Antônio de Pádoa, há 75 anos. "Muitas pessoas passam por aqui no dia de hoje colocando a sua prece, seu agradecimento, seu louvor, pedindo suas graças pela intercessão do santo. Todos os anos passam por aqui algo entre 25 a 30 mil pessoas. Para muitas pessoas, não só na nossa paróquia, mas em todas, o Santo Antônio é um dos mais adorados. Ele foi uma pessoa que viveu constantemente de acordo com a fé. Que as pessoas que vierem aqui possam fazer da fé um caminho permanente e não um ato esporádico, que cada uma saia daqui com sentimentos de paz e esperança em um momento tão difícil quanto o nosso, pelo qual passamos", desejou o pároco.
 
Ritmo de Copa do Mundo 

Para este ano, tanto a festa quanto o bolo de Santo Antônio ganharam uma decoração especial nas cores verde e amarela. Em homenagem à Copa do Mundo, que se inicia amanhã (14) na Rússia, o bolo foi decorado com glacê verde e amarelo em homenagem à seleção brasileira.    

Copa do Mundo da Rússia foi tema de decoração na Festa de Santo Antônio (Foto: ACidade ON São Carlos)

 
Além do bolo, bandeirinhas do Brasil, faixas e até um cartaz da copa foram colocados logo na entrada da grande barraca onde os fiéis pegavam o seu pedaço de doce. Até os pães ganharam bandeirinhas do brasil como uma forma de trazer a fé da religião e a união do esporte para mais próximo do público. 

Santo Antônio

Fernando, de sobrenome incerto, nasceu em 1196 e se tornou santo pouco depois de sua morte, quando já era chamado por Antônio. Viveu a maior parte da vida em Pádua, na Itália.  Ficou famoso como o santo casamenteiro, apesar de não existirem registros do assunto em seus sermões, por conta da ajuda que oferecia às mulheres humildes na conquista de um dote e de roupas para o casamento.

Há uma lenda de que uma mulher italiana teria recorrido ao santo, por meio de sua imagem, para conseguir meios de adquirir o dote que a possibilitaria casar com seu prometido. Ela teria se ajoelhado aos pés do santo e depositado toda a sua fé naquela ação. Milagrosamente, um bilhete surgiu nas mãos da moça. Nele, constava a instrução para que ela entregasse o papel a um comerciante da região, o qual o trocaria por moedas equivalentes ao peso do bilhete.  

O mero pedaço de papel de peso quase insigniante não poderia oferecer tanto valor, mas a mulher acreditou e foi até o comerciante. Surpreendentemente, o peso do papel foi equivalente a 400 moedas de pratas. Incrédulo, o tal comerciante se lembrou que havia prometido o mesmo valor em dinheiro para o santo, sem ter cumprido a promessa. Dessa forma, ele pôde quitar sua dívida e a mulher atingiu o objetivo de se casar. 

Outras tantas histórias são contadas sobre mulheres que pediram ajuda ao santo e conquistaram o casamento desejado, obtiveram sorte no amor e tantas outras conquistas envolvendo os relacionamentos amorosos. 




Mais do ACidade ON