Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

Notícias

Paratleta supera os limites do corpo e da mente em São Carlos

Josiane nasceu com má formação nos braços e tem se destacado como competidora de crossfit. E aí, qual é sua desculpa mesmo?

| ACidadeON/São Carlos

A paratleta Josiane Silva, de São Carlos superou as dificuldades  Foto: Ely Venâncio/EPTV

A paratleta Josiane Silva, de 29 anos, mudou de vida e hoje se torna um exemplo de que não há desculpas para o desanimo frente às barreiras da vida. Ao entrar em uma academia de crossfit, em São Carlos, ela tem inspirado muitas pessoas. Josiane nasceu com má formação nos braços e nas mãos, além de ter enfrenta a depressão, como mostrou a reportagem divulgada pela EPTV Central e pelo Portal G1.

Ela sabe o que fala quando diz que "a gente precisa deixar o medo de lado. Com medo você não vai ao portão de casa".  A sua genética determinou características que, para muita gente, tornariam a prática do crossfit inviável. Contudo, ela não pensou assim, não só começou a prática esportiva, como está disputando competições importantes. Já até planeja disputar campeonatos no exterior.  

A academia onde treina até foi atrás de novos equipamentos para recebê-la e oferecer a melhor prática possível.
 
Superação

A entrada de Josiane mudou a rotina e o clima da academia. O primeiro passo foi adaptar os equipamentos às necessidades da nova aluna. "Foi nossa primeira aluna de crossfit adaptado, os materiais não estavam prontos para ela e nós tivemos que ir atrás dos fornecedores para trazer opções, a gente procurou pesos mais leves no começo que tivesse uma posição mais anatômica para ela segura e manipular esses equipamentos", contou o professor Felipe Sampaio.  

A principal mudança foi na barra, que ficou mais fina e mais leve. Mas, na maior parte dos exercícios ela usa equipamentos existentes, dividindo a força que seria feita pelas mãos por outras partes do corpo. No remo, por exemplo, quem comanda o movimento é a escápula. Dessa forma, ela consegue fazer aquilo que muitos achariam impossível.

Mesmo a depressão não foi capaz de derrubar a paratleta Foto: Ely Venâncio/EPTV

Mente fortalecida

"Quando a gente está cansado e tem que lidar com muita coisa, não tem vontade de conversar com ninguém, me fechei muito", contou Josiane, que chegou a parar os treinos por conta de problemas que envolviam pânico e depressão.  

Superando seus limites novamente, voltou a treinar e dessa vez com mais vontade. "Fui assistir um torneio, me imaginei lá e uma amiga conversou com o Felipe e ele conseguiu umas parcerias para mim e eu fui no primeiro campeonato em agosto do ano passado", contou.

Desde então foi só evolução. Conseguiu uma vaga no Monster Games no Rio de Janeiro, uma das principais etapas do crossfit no Brasil, e agora treina para se qualificar, em agosto, para uma competição em Miami no ano que vem.

Josiane acredita que a motivação é algo pessoal e parte de cada um, mas a sua atitude tem sido inspiradora no treino de seus colegas.

"Cada treino que ela faz é um treino para a gente olhar e se inspirar, para a gente ver o quanto, às vezes, a gente se limita. E ver um baita exemplo que ela é, indo para campeonatos, treinando e incentivando a gente também", afirmou o professor de artes, Rafael Romão. 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON