Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Cotidiano

Pesquisa oferece tratamento para pessoas com dor no pescoço ou na coluna

Voluntários passarão por avaliação e por dez sessões de tratamento gratuitas na UFSCar

| ACidadeON/São Carlos

Pesquisa da UFSCar oferece tratamento para pessoas com dores no pescoço ou na coluna


Uma pesquisa de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está convidando voluntários para estudo que pretende verificar a eficácia de procedimentos que podem aliviar a dor do pescoço ou da colunca cervical (região superior das costas). Os participantes passarão por avaliação e tratamento fisioterapêutico gratuitos. 

A pesquisa "Avaliação clínica e eficácia da fotobiomodulação e estimulação elétrica nervosa transcutânea em indivíduos com dor cervical crônica não específica" é realizada pela doutoranda Erika Rampazo da Silva, sob orientação de Richard Liebano, docente do Departamento de Fisioterapia (DFisio) da UFSCar. O objetivo do estudo é analisar as possíveis diferenças em relação a dor, incapacidade funcional, mobilidade cervical, sensibilização central e fatores psicossociais entre indivíduos com dor cervical crônica não específica e indivíduos saudáveis, além de verificar a eficácia da fotobiomodulação e da estimulação elétrica nervosa transcutânea. 

A pesquisadora explica que a fotobiomodulação consiste na aplicação da luz laser de baixa intensidade para redução da dor. A estimulação elétrica nervosa transcutânea é a aplicação - por meio de eletrodos autoadesivos individuais - de uma corrente elétrica para diminuição da dor. Rampazo explica que os dois procedimentos serão usados na região dolorosa. "Ambos os recursos são analgésicos e a utilização associada deles pode promover o efeito analgésico mais rápido e mais duradouro", complementa a doutoranda. 

De acordo com ela, os resultados mostrarão a eficácia da utilização isolada ou combinada dos dois recursos em pessoas que tenham dor cervical crônica, o que pode ajudar na conduta fisioterapêutica no tratamento de pacientes que tenham o problema. 

Para realizar o estudo, estão sendo convidados voluntários, homens ou mulheres, que tenham entre 18 e 65 anos de idade, com dor no pescoço há mais de três meses e que não tenham realizado fisioterapia nos últimos três meses. Os participantes passarão por avaliação, dez sessões de tratamento e, posteriormente, serão reavaliados.   

O atendimento será realizado no Laboratório de Recursos Fisioterapêuticos do DFisio, na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar. Interessados em participar da pesquisa podem entrar em contato com a pesquisadora até o mês de outubro deste ano pelo e-mail pesquisaemdorcervical@gmail.com ou pelo telefone (16) 98869-2535 (ligação ou WhatsApp). Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSCar.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso. Para mais informações, consulte nosso TERMO DE USO"

Facebook

Mais do ACidade ON