Aguarde...

Cotidiano

Visionário: Gisto Rossi trouxe o rádio para São Carlos em 1940

Conheça a história do radialista que começou a primeira emissora de rádio no município, há cerca de 80 anos. Nesta quinta-feira (13) é comemorado o Dia Mundial do Rádio

| ACidadeON/São Carlos

Visionário: Gisto Rossi trouxe o rádio para São Carlos em 1940. Foto: Acervo APH-FPMSC

Um dos principais meios de comunicação da atualidade, o rádio resistiu às ciladas do tempo e, adepto de novas tecnologias, conquista novos ouvintes diariamente. Em São Carlos, essa história começou há cerca de 80 anos, mais especificamente em 23 de março de 1980.  

No Dia Mundial do Rádio, comemorado nesta quinta-feira (13), o portal ACidade ON e a CBN São Carlos conversaram com a advogada Lilian Rossi, filha de Gisto Rossi, responsável por trazer a rádio para a cidade.  

Um adolescente visionário
Rossi nasceu em 1910, na Vila Nery, e desde muito jovem se interessou por estações de rádios. Com 16 anos iniciou o processo para tentar colocar uma estação de rádio em São Carlos, mas sem sucesso.  

"Com o conhecimento e a vontade que ele tinha de fazer, ele juntava alguns amigos e tentava fazer uma transmissão. Ele sempre foi um grande apaixonado pelo rádio, era a paixão dele desde novo", contou Lilian.  

Naquela época, Gisto tinha uma pequena oficina onde fabricava rádios e trabalhava com aparelhagem. O tempo passou, mas a vontade de ter uma frequência de rádio no ar permaneceu entre ele e os amigos, que partilharam do mesmo sonho há mais de 10 anos.  

"Eles tentavam, mas não dava certo porque o sinal não chegava muito longe, os aparelhos da época eram de pequeno alcance. Eles se dividiam, alguns ficavam na Rua Marechal Deodoro com a Avenida São Carlos, enquanto outros ficavam na Vila Nery para ver se o sinal estava chegando", disse a filha.  

Visionário: Gisto Rossi trouxe o rádio para São Carlos em 1940. Foto: Fundação Pró-Memória de São Carlos

Sem permissão
Por volta de 1930, Rossi começou com uma rádio clandestina com seus amigos, mas não durou por muito tempo porque estavam com medo de que o Governo tirasse.  

Mas logo em seguida, veio a decisão que impediria definitivamente o sonho do radialista: uma portaria do Governo que determinava que novas emissoras só fossem ser criadas se não possuíssem outras em funcionamento a menos de 200 quilômetros de distância.  

"Acontece que Araraquara já tinha uma rádio, que era a Rádio Cultura, então São Carlos não poderia ter uma porque eram por volta de 40 quilômetros de distância. Mas isso não fez ele desistir e ele continuou tentando", relatou Lilian.  

Durante essa luta, Rossi já tinha toda a documentação preparada e torcia para o milagre que traria uma rádio para o município. Cerca de 14 anos depois, veio a notícia que alegraria seus dias: a portaria caiu.  

Visionário: Gisto Rossi trouxe o rádio para São Carlos em 1940. Foto: Acervo APH-FPMSC

Pioneira e histórica
Foi então que em 23 de março de 1940, o radialista conseguiu sua tão sonhada autorização para montar sua estação de rádio: Rádio São Carlos AM.  

Gisto Rossi permaneceu no comando da rádio por mais de 50 anos e faleceu em 1991. Foram 14 anos de muita luta para que Rossi, um homem visionário e inteligente, realizasse seu sonho e consolidasse São Carlos no mundo do rádio.  

"Ele é considerado o pioneiro na época porque começou tudo do zero. Ele era um autodidata na parte eletrônica e tinha uma fábrica de consertar rádios, então ele teve que montar um transmissor e todo o restante que precisava para colocar a rádio no ar", contou Lilian.  

Para que sua história não fosse interrompida, Lilian assumiu a associação e direção administrativa da Rádio São Carlos, hoje considerada pioneira no município, sendo a segunda rádio mais antiga da região e que segue em perfeitas condições em 2020.

Mais do ACidade ON