Aguarde...

Cotidiano

Procon pede para que população denuncie irregularidades

Veja como denunciar estabelecimentos em funcionamento irregular ou preços abusivos de mercadorias

| ACidadeON/São Carlos

Procon pede para que população denuncie irregularidades. Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal

O Procon de São Carlos segue fiscalizando estabelecimentos comerciais em São Carlos (SP). Em três dias de operação, foram fechados cerca de 300 comércios denunciados para a Guarda Municipal (GM).  

As atividades seguiram também nesta segunda-feira (23), com foco em supermercados. A fiscalização conta com três equipes nas ruas, GM, Vigilância Sanitária, Habitação e apoio da Polícia Militar.  

"Estamos recebendo diversas denúncias sobre aglomeração de pessoas nos supermercados, e é importante mencionar que por mais que estejam na exceção do decreto, precisam ter uma limitação dentro do estabelecimento", explicou a diretora do órgão, Juliana Cortes.  

O Procon também está comparando o preço dos produtos, já que denúncias apontaram preços abusivos em diversas mercadorias.  

"Tivemos denúncia de um que estava comercializando o papel higiênico com um preço acima, mas já pedimos a nota e identificamos que o supermercado adquiriu o produto por quase R$ 20 a unidade e estava sendo comercializado a R$ 27, então acabou justificando o preço, então vamos notificar o fornecedor", disse ela.  

Importância de denunciar
De acordo com Juliana Cortes, o Procon age de madeira reativa, ou seja, através das denúncias das pessoas. "Denunciar é fundamental porque nossa equipe infelizmente não consegue atender a quantidade de pessoas que tem na cidade. A denúncia é importante porque ela direciona a fiscalização para que a gente consiga ter agilidade".  

Os estabelecimentos que forem orientados e descumprirem podem estar sujeitos à multa e interdição do estabelecimento, podendo chegar à cassação do alvará e responder por crime de desobediência.  

Para denunciar estabelecimentos que descumpram o decreto, seja por estarem abertos ou funcionando inadequadamente, devem ser feitas na Guarda Municipal pelo telefone 153.  

Já casos de aumento de preço, independente do segmento, podem ser comunicados pelo WhatsApp do Procon através do telefone (16) 3419-4510.


Mais do ACidade ON