Aguarde...

Cotidiano

Pai larga tudo para cuidar do filho com paralisia cerebral

Paulo Moraes e Kauan enfrentam uma batalha diária com muita força, dedicação e amor

| ACidadeON/São Carlos

 

No Brasil, mais de 5,5 milhões de crianças não conhecem seus pais, uma realidade preocupante e que influencia no desenvolvimento das pessoas. Mas, na contramão dessa situação, também existem pais que dão a vida por seus filhos, como o cuidador Paulo Daniel Moraes, de São Carlos (SP). 

Embora muitas crianças não tenham pais presentes, existem histórias que merecem ser contadas. Hoje, nós temos pais amigos, confidentes, que dividem a educação com as mães, pais que são pais e mães, enfim, pais presentes. Para representar esses pais, contaremos a história do Paulo Moraes, de 32 anos, que é cuidador de crianças e idosos e por um bom tempo, deixou o trabalho para acompanhar o filho Kauan, hoje com 11 anos, todos os dias na escola.  

Kauan foi diagnosticado desde bebê com paralisia cerebral. Em meio a um parto complicado, o menino nasceu com a clavícula quebrada, e dias após a alta, os pais notaram que a criança fazia movimentos involuntários com os olhos, e então veio o diagnóstico. Desde então, Kauan passou por vários procedimentos cirúrgicos, sessões de fisioterapia e muita luta. Foi em meio a essa batalha para a melhoria de vida do filho que Paulo chegou até a construir vários equipamentos para que o pequeno pudesse fazer fisioterapia diariamente em casa.  

Esse amor incondicional pelo filho, inclusive, fez com que o pai são-carlense aparecesse em vários programas de televisão. "A minha história com o Kauan é de amor, carinho e superação. Ele tem necessidades especiais, na hora do parto faltou oxigenação e teve sequelas. Essas sequelas afetaram a coordenação motora dele, então ele não anda sozinho no momento. Desde que descobrimos a paralisia, começamos uma luta intensa. Hoje o Kauan vai para a escola normal, é cadeirante no momento, e uma criança feliz", disse Paulo. 

 

O filho recentemente passou por uma cirurgia pra tentar voltar a andar. O pai diz que, pra ele, o grande presente é ver o filho saudável, praticando exercícios como sempre faz e, quem sabe, até andando. "Estamos na luta. Ele é muito especial, adorado por todos, um guerreiro, recentemente passou por cirurgia e está se recuperando, fortalecendo seus músculos para voltar na atividade intensiva para poder se locomover com bengalas ou muletas. Daqui para frente, o que vier são só vitórias", comentou o pai.  

Paulo, assim como outros pais com histórias lindas, é um exemplo de dedicação e do que é ser pai. Com certeza, o pequeno Kauan tem muita sorte de ter o pai que tem.

Mais do ACidade ON