Aguarde...

Cotidiano

Principal via da região do CDHU é 'interditada' por danos causados pela chuva

Rua da Paz, que é muito utilizada por motoristas e ônibus, está com o asfalto cedendo e vazando água tratada; situação segue causando transtornos para quem passa pela região

| ACidadeON/São Carlos

A Rua da Paz, uma das principais vias de acesso do CDHU da Vila Izabel ao Centro, em São Carlos (SP), amanheceu interditada nesta terça-feira (12), após estragos causados pela chuva intensa que atingiu a cidade. Acredita-se que a medida de precaução foi tomada por moradores.

No início da via e primeira entrada da rotatória, galhos de árvores e outros objetos são usados para impedir a passagem dos motoristas. Além de ser bastante utilizada, a via também tem um dos principais pontos de ônibus da região.

Mas agora a Rua da Paz se transformou um verdadeiro transtorno. Com a chuva, parte do asfalto cedeu e acumulou entulhos, pedras e muita água. Alguns trechos também registram vazamento de água limpa.

Por conta dos danos, muitos motoristas e motociclistas estão subindo a rua na contramão, oferecendo perigo para quem passa pela região.

Segundo a prefeitura, as equipes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e do Serviços Públicos estão se deslocando para o local.  



Danos causados pela chuva
Os 38,5 milímetros de chuva que atingiram a cidade na noite de segunda-feira (11) causaram diversos transtornos, principalmente e novamente na região central.

Na Praça Itália e em trechos da Rua Geminiano Costa, entre a Rua Episcopal e a Nove de Julho, foi possível registrar pontos de alagamento. No bairro Lagoa Serena, além da água, moradores também registraram uma enxurrada de lama.

Outro ponto de alagamento foi na rotatória do CDHU, que sempre é afetado pela chuva. Não houve registro de inundação, mas era quase impossível passar pelas principais vias da região.

A situação já deveria ter sido resolvida em agosto de 2020, prazo prometido pela Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano para construção do Piscinão do CDHU, um reservatório que ajudaria na contenção das águas na região e na diminuição de 15% do volume de água que chega na região central.

No entanto, o investimento de mais de R$ 1,2 milhão e 108 mil metros cúbicos com 6 metros de profundidade que começou a ser construído em março de 2020, ainda segue em obras e sem definição exata de quando será concluído.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON