Aguarde...

Cotidiano

Trabalhadores não serão multados durante toque de restrição em São Carlos

Medida que proíbe a circulação das 23h às 5h começa a valer nesta sexta-feira (26) em todo o Estado; cidade continua na fase vermelha do Plano SP

| ACidadeON/São Carlos

Cidade adere ao toque de restrição imposto pelo governo estadual. Foto: ACidade ON São Carlos

A partir desta sexta-feira (26) já começa a valer o toque de restrição imposto pelo Governo do Estado de São Paulo, que impede que moradores circulem das 23h às 5h. Determinação é válida até 14 de março. 

A prefeitura de São Carlos (SP) informou que seguirá a nova determinação do Plano São Paulo. No entanto, os trabalhadores que circulam neste período não serão advertidos ou multados. 

O objetivo do toque de restrição é endurecer a fiscalização contra aglomerações e eventos ilegais ou proibidos aos finais de noite e madrugadas. Os munícipes podem denunciar tais ações pelo 153 da Guarda Municipal. 

Sendo assim, continua a proibição de aglomerações das 23h às 5h, com multa por descumprimento do plano de flexibilização a quarentena. 

A medida não altera a fase vermelha em que o município se encontra atualmente. Os serviços considerados essenciais devem continuar funcionando normalmente, inclusive durante o horário restrito.  

Leia mais:  

São-carlense relata sequelas de Covid, mesmo sendo assintomática 

Restrição de Doria pode ser "balão de ensaio" para lockdown completo, diz sanitarista 

Santa Casa: 55% dos pacientes internados na UTI com Covid-19 não sobrevivem

Segunda onda da Covid-19
De acordo com anúncio do estado junto aos municípios, a medida se faz necessária devido ao aumento significativo da doença em todo o estado, sendo que em cidades da região de São Carlos, a ocupação dos leitos de UTI/SUS chega a 100%, e evitar que a segunda onda de contaminação cause um colapso no sistema de saúde. 

Segundo análise sobre a evolução da doença apresentada pela Santa Casa, em São Carlos, no ano de 2020, a média de casos nunca ultrapassou 40 novos casos. Na primeira quinzena de janeiro deste ano, esse valor se elevou em até 3 vezes, sendo que a média no dia 18 de fevereiro chegou a 110 novos casos. O aumento de novos casos vem acompanhado do crescente na média móvel de óbitos, sendo que o município já chegou a registar até 3 óbitos em um mesmo dia, diferente cenário de 2020 quando ficou até 10 dias sem registro de mortes pela doença. 

Já o vice-presidente da Unimed, Drº Ivan Linjardi, disse que esse ano de 193 pacientes internados, 132 já chegaram com diagnóstico positivo para COVID-19 e 15 pacientes foram a óbito no hospital da cooperativa médica.Já o relatório do Hospital Universitário, aponta que desde o início deste ano o hospital está constantemente com 100% de ocupação dos leitos UTI/SUS de pacientes em tratamento pela COVID-19. 

De acordo com o Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, além da situação do município e da região diante a preocupante ocupação nos números de leitos UTI/SUS, São Carlos tem uma determinação judicial que obriga o município seguir o que determina o Plano São Paulo, para ele, a nova determinação do estado no enfrentamento da pandemia irá ajudar a regrar uma parcela da população, que infelizmente não respeita os cuidados contra a doença.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON