Aguarde...

Cotidiano

Conselho Municipal de Saúde quer bloqueio sanitário e vacinação em massa em São Carlos

Propostas foram aprovadas e encaminhadas às autoridades competentes; documento também pede que cidade siga mesmas ações de outros municípios do DRS-III

| ACidadeON/São Carlos

Testes de PCR ou sorológico diagnosticam Covid-19 (Foto: Luciano Claudino/Código19)

O Conselho Municipal de Saúde (CMS) de São Carlos (SP) aprovou em reunião extraordinária um conjunto de propostas de ações de combate à Covid-19 no município. Entre as medidas está o bloqueio sanitário e testagem em massa. 

De acordo com o CMS, as propostas foram elaboradas por pesquisadores de diversas instituições como Embrapa, USP, UFSCar, Unicamp, entre outros, que compõem o Grupo Complexidade e Inteligência Coletiva. 

As medidas foram definidas com base nos indicadores da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Fiocruz para avaliação da pandemia. (veja todas as propostas abaixo)  

Leia mais:   

Vacinação dos idosos de 80 a 84 anos começa na segunda-feira (1º)

Guarda Municipal faz blitz nas entradas de Ibaté 

São João da Boa Vista anuncia toque de recolher

Segundo Denilson Aparecido Tochio, presidente do Conselho, além as medidas específicas, o documento também destaca a necessidade de articular as mesmas ações em todos os municípios do Departamento Regional de Saúde de Araraquara (DRS-III). 

"O CMS é composto por 25% de representantes da Gestão, 25% de trabalhadores e 50% de representantes de usuários do sistema de saúde, ou seja, em sua grande maioria representantes da população. E nessa posição de representantes, foi deliberada e encaminhada nossa opinião e posicionamento", disse. 

Outro lado
Segundo Tochio, o parecer do CMS foi encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde, Câmara Municipal de São Carlos, Comitê Técnico de Combate à Covid-19 e Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus. 

Agora, de acordo com o presidente do Conselho, cabe às autoridades responsáveis a análise do documento para que as propostas sejam ou não acatadas. 

O portal ACidade ON entrou em contato com a prefeitura, que informou que os pedidos do Conselho Municipal de Saúde já foram recebidos e as propostas discutidas em reuniões do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus. Quanto a questão das barreiras sanitárias o município alegou não ter fiscais sanitários suficientes para fazer barreiras, 24h, nas 20 entradas ofíciais da cidade. Quanto a vacinação, a Prefeitura participa nesta segunda-feira (1º) da primeira reunião para discutir a constituição de um consórcio público municipal para aquisição de vacinas.  

Já sobre a testagem em massa, a Secretaria de Saúde ressaltou que somente do tipo PCR, exame considerado "padrão ouro" ou "padrão de referência", na identificação do vírus e confirmação da Covid-19, já foram oferecidos aproximadamente 28 mil exames, além de 5.800 do tipo Elisa pelo programa "Testar para Cuidar" e dos chamados testes rápidos. 

No entanto, a prefeitura salientou que para vacinação em massa, precisaria da ajuda do Ministério da Saúde para aquisição de mais kits como os recebidos no início da pandemia.

O portal também solicitou um posicionamento da Câmara Municipal e aguarda retorno.

Propostas aprovadas
Entre as propostas aprovadas pelo Conselho Municipal de Saúde estão:
- Bloqueio sanitário e restrições nas entradas da cidade;
- Isolamento social ampliado e acordado com empresas, trabalhadores e a sociedade;
- Testagem em massa com garantia e oferta de possibilidade de isolamento de infectados e contactantes;
- Vacinação em massa;
- Orçamento de emergência para aumento da capacidade instalada da Vigilância Epidemiológica e atenção básica de saúde.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON