Aguarde...

Cotidiano

SP recebe lote com 8,2 mil litros de insumo da vacina CoronaVac

Carga importada da China desembarcou no Aeroporto de Guarulhos nesta quinta (4); Butantan estima produzir 14 milhões de doses a partir da matéria-prima em 20 dias

| ACidadeON/São Carlos

Carga importada da China desembarcou no Aeroporto de Guarulhos nesta quinta (4). Foto: Governo do Estado de São Paulo
O Governo do Estado de São Paulo recebeu nesta quinta-feira (4) um lote com 8,2 mil litros de insumos da vacina CoronaVac. A remessa será levada para o Instituto Butantan para a produção de mais doses. 

A estimativa do Instituto é a de produzir 14 milhões de doses a partir da matéria-prima e iniciar a entrega para o governo federal em três semanas. Essa é a maior remessa até o momento. 

O lote enviado pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional do Butantan e do Governo do Estado no desenvolvimento do imunizante, conta com 8,2 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo). A carga chegou em um voo da companhia aérea TAP e passou por escalas em Helsinque, na Finlândia, e Lisboa, em Portugal. 

No dia 3 de fevereiro, o Butantan recebeu um carregamento com 5,4 mil litros de IFA vindos da China. No dia 10, chegaram outros 5,6 mil litros de matéria-prima, maior carregamento até então.  

Leia mais:   

Secretário da Saúde fala em noite de terror nos hospitais: 'Estamos perdendo essa guerra' 

Em meio a polêmicas, São Carlos decide aplicar 2ª dose em profissionais investigados

Doses enviadas 
As doses de vacina serão envasadas, rotuladas, embaladas e passam por um rígido controle de qualidade no Butantan antes de serem disponibilizadas para a população por intermédio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde. 

Desde 17 de janeiro, o Butantan já entregou 14,45 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 para uso no Sistema Único de Saúde (SUS). Até o final de março, serão entregues outras 21 milhões de doses. Até 30 de abril, o total somará 46 milhões. 

O Butantan também tem o compromisso de entregar ao Ministério da Saúde outras 54 milhões de vacinas contra a Covid-19 até 30 de agosto, totalizando 100 milhões de doses previstas em contrato com a pasta federal.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON