Aguarde...

Cotidiano

USP é a 48ª universidade no ranking The University Impact

Lista é elaborada pela consultoria britânica Times Higher Education avalia como as universidades contribuem para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

| ACidadeON/São Carlos

Vista aérea da mata do Instituto de Biociências em São Paulo. Local é uma das áreas de reserva da USP - Foto: Jorge Maruta/USP Imagens

A Universidade de São Paulo (USP) ficou na 48ª posição no ranking The University Impact, que avalia como as universidades do mundo todo estão contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), em termos de pesquisa, divulgação e governança. 

A classificação avalia o comprometimento e o impacto social das ações desenvolvidas pelas universidades, enfrentando questões como desigualdade de gênero, educação de qualidade, mudanças climáticas, paz mundial e crescimento econômico. 

O desempenho das instituições é avaliado de acordo com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU: erradicação da pobreza; fome zero; saúde e bem-estar; educação de qualidade; igualdade de gênero; água potável e saneamento; energia limpa; trabalho e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestrutura; redução das desigualdades; cidades sustentáveis; consumo e produção responsável; mudanças climáticas; vida na água; vida terrestre; paz, justiça e instituições eficazes; e parcerias e meios de implementação. 

Nesta edição, 1.240 instituições de 98 países participaram da avaliação, o que representa acréscimo de mais de 47% no número de universidades avaliadas em relação ao ano passado, quando a USP ocupou a 14ª posição global. A primeira posição ficou com a Universidade de Manchester, no Reino Unido, seguida pela Universidade de Sidney e pelo Instituto Real de Tecnologia de Melbourne, ambos na Austrália.  

Veja mais:  

    - EESC cria robô para ajudar médicos em cirurgias de crianças com epilepsia 

    - Em palestras gratuitas, EPTV e Sebrae ajudam empreendedores a superarem desafios

Na pontuação geral, a USP atingiu 90 pontos de um total de 100. Em três dos 17 itens avaliados, a Universidade ficou entre as dez melhores instituições do mundo: 8º lugar na erradicação à pobreza, 5º no critério fome zero e 7º lugar em energia limpa, e, em quatro deles, subiu nas colocações fome zero (da 15ª para a 5ª colocação); indústria, inovação e infraestrutura (da 92ª para a 71ª posição); mudanças climáticas (da 48ª para a 41ª colocação); e paz, justiça e instituições eficazes (do 86º para o 61º lugar). 

"As universidades do mundo todo têm se preocupado cada vez mais em mostrar a importância de seu impacto no contexto social e para a formulação de políticas públicas. O ranking do THE é uma iniciativa muito importante nesse sentido e o grande aumento da participação das universidades na avaliação deste ano expõe a inquietação das instituições em apresentar seus investimentos para fomentar os 17 ODS da ONU", disse o reitor da USP, Vahan Agopyan.  

Além da USP, outras 37 universidades brasileiras foram avaliadas, sendo as mais bem classificadas a Universidade Federal do Espírito Santo (101-200), a Universidade Federal do ABC (201-300) e a Universidade Federal do Paraná (201-300).


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON