Aguarde...

Cotidiano

Com bandeira vermelha, conta de luz ficará mais cara em maio

Decisão pela bandeira vermelha 1 representa taxa adicional de R$ 4,169 para cada 100 kWh consumidos; segundo a Aneel, mês marca o início da estação seca e impacta produção

| ACidadeON/São Carlos

 

 (Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil)

As contas de luz terão em maio o acionamento da bandeira tarifária vermelha nível 1, que deve gerar custos adicionais aos consumidores. O anúncio foi feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

De acordo com o órgão, em maio começa o período seco, com os principais reservatórios apresentando estoques reduzidos para essa época do ano. O fato sinaliza patamar desfavorável de produção nas hidrelétricas e causa aumento no preço da energia no mercado.

Segundo a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. As bandeiras verde amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

A empresa ainda ressaltou que o patamar vermelho 1, que gera custo extra de R$ 4,169 a cada 100 kWh, deve-se ao registro do pior período de chuvas já registrado para o setor elétrico desde 1931, quando começaram os registros.

"Com o acionamento da bandeira vermelha, é importante reforçar aos consumidores ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia", disse o comunicado. Veja na íntegra.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON