Publicidade

cotidiano

Número de casamentos em São Carlos continua abaixo da média histórica

Embora a cidade tenha registrado aumento na comparação com 2020, dados da Arpen-SP mostram quarto menor valor da série histórica

| ACidadeON/São Carlos -

São Carlos tem queda no número de casamentos. Foto: Reprodução
A pandemia de Covid-19 continua a impactar o número de novos casamentos em São Carlos. No primeiro semestre desde ano, o município contou 564 uniões, número 17,8% menor do que a média histórica da cidade, segundo a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP).

Embora menor do que a média, 2021 teve mais casamentos do que em 2020, em período igual. São 12,1% a mais do que no ano passado, quando foram celebradas 503 uniões entre janeiro e junho. Já na comparação com 2019, antes da pandemia, foram 671 casamentos civis.

Embora não seja a regra, a série histórica do Registro Civil demonstra que o aumento no número de casamentos está diretamente ligado ao aumento da taxa de natalidade em São Carlos, o que deve fazer com que os nascimentos ainda demorem um pouco a serem retomados, já que no primeiro semestre de 2021 a cidade registrou o quarto menor número de casamentos desde o início da série histórica em 2003, de acordo com a Arpen.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Arpen-Brasil, cruzados com os dados históricos do estudo Estatísticas do Registro Civil, promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base nos dados dos próprios cartórios brasileiros.

Mais mortes, menos nascidos
São Carlos viu o número de mortes globais aumentarem em 52% no primeiro semestre de 2021 ante 2020
. É o que revelam os números do Portal da Transparência do Registro Civil, ferramenta que reúne dados de cartórios de todo o país.

Segundo o balanço, o município contou 1.329 mortes entre janeiro e junho. No ano passado, na mesma época, foram 875.

Na outra ponta, o município viu reduzir em 2,2% o total de nascimentos. Em 2021 foram 1.571, contra 1.606 no ano passado.

Mais notícias


Publicidade