Publicidade

cotidiano

Egresso da UFSCar propõe teste rápido simultâneo para três doenças

Malária, leishmaniose e doença de chagas podem ser detectadas em proposta ganhadora de competição de ideias inovadoras

| ACidadeON/São Carlos -

Teste rápido proposto dá diagnóstico de três doenças ao mesmo tempo. Foto: Divulgação
Uma proposta de teste rápido múltiplo capaz de diagnosticar doença de chagas, leishmaniose, malária e infecções causadas por bactérias conquistou o primeiro lugar do Falling Walls Lab Brazil 2021, na última sexta-feira (10). A competição reconhece e premia ideias inovadoras que podem gerar benefícios diretos à sociedade.

A proposta do pesquisador Georges Khouri, egresso da UFSCar, começou a amadurecer durante seu trabalho de conclusão de curso, que teve a orientação do professor Emanuel Carrilho do IQSC da USP e coorientação da professora Fernanda de Freitas Anibal, UFSCar.

"Durante praticamente toda minha graduação, a maioria dos professores sempre focou em estimular os alunos a seguirem carreira acadêmica, ou seja, não éramos incentivados a optar pelo caminho do empreendedorismo. Mas quando comecei meu TCC com o professor Emanuel e a professora Fernanda, isso mudou, pois eles foram os que mais me apoiaram a abrir uma empresa a partir da ideia que estávamos implementando no teste rápido. Isso foi muito importante para mim, pois é algo que sempre sonhei", conta o pesquisador, que hoje é mestrando da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pretende, em breve, abrir uma startup.

O projeto do cientista busca a criação de um dispositivo que barateie e acelere, principalmente, o diagnóstico de chagas, leishmaniose e malária, três doenças consideradas negligenciadas.

A ideia com o desenvolvimento de uma única plataforma capaz de detectar as três patologias é evitar diagnósticos imprecisos e, consequentemente, a ingestão desnecessária de medicamentos, especialmente em regiões menos desenvolvidas, que não dispõem de uma ampla rede de saúde, como o Norte e Nordeste do país, bem como os continentes africano e asiático. Além disso, o pesquisador explica que unir diferentes testes em apenas um produto facilita a logística de transporte dos equipamentos.

"Atualmente, há muita dificuldade em garantir o diagnóstico correto de algumas doenças, principalmente porque muitas vezes os sintomas são subjetivos, como febre e dores de cabeça, o que leva, por vezes, ao diagnóstico equivocado de muitos pacientes. Vimos isso acontecer recentemente no caso do novo coronavírus", destacou.

Durante o TCC, que foi defendido em 2019, o especialista finalizou uma das etapas de desenvolvimento da tecnologia, a qual permitiu a detecção da leishmaniose. O objetivo é que, no futuro, o diagnóstico das demais doenças seja incorporado ao dispositivo.

O Falling Walls Lab Brazil é um evento promovido pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH) São Paulo desde 2013. Em 2021, a etapa brasileira elegeu as ideias mais transformadoras dentre 56 propostas inscritas por jovens pesquisadores, dos quais apenas 15 foram selecionados para a final. Cada candidato teve três minutos para apresentar em um vídeo em inglês a relevância e o poder transformador de sua ideia.

Com o primeiro lugar da competição, Georges conquistou o direito de representar o Brasil na etapa mundial da disputa, que ocorrerá no dia 7 de novembro, em Berlim, com outros 100 concorrentes de diversos países. O vencedor receberá o título Breakthrough Winner of the Year, na categoria Emerging Talents. O pesquisador brasileiro também recebeu como premiação uma ajuda de custo no valor de 500 euros da Euraxess Brasil para visitar um Instituto de pesquisa na Europa de sua preferência.

Mais notícias


Publicidade