Publicidade

cotidiano

Guardas municipais usam caixão em protesto por plano de carreira

Agentes pedem adequação de piso salarial ao estabelecido por legislação federal; é o segundo ato em três semanas

| ACidadeON/São Carlos -

Guardas Municipais fazem ato em frente a Câmara Municipal. Foto: CBN São Carlos
Guardas civis municipais levaram um caixão à porta da Câmara Municipal de São Carlos (SP), na tarde dessa terça-feira (14), para protestar pelo plano de carreira da categoria. Os manifestantes usam preto em "sinal de luto".

Em cartaz afixado no caixão, os manifestantes afirmam que a Prefeitura "está enterrando a Guarda Civil Municipal".

Os agentes pedem plano de carreira, falta de cumprimento de adequações à Lei das Guardas Municipais, em especial o piso salarial referenciado ao nível médio de escolaridade pela legislação federal.

"Hoje a Guarda Municipal tem salário-base referente ao nível fundamental. Então desde 2014 a Prefeitura está protelando. Estamos no segundo mandado da atual administração e ainda não foi feita adequação", afirma a Paulo Thiago Oliveira, guarda municipal há nove anos.

A nova manifestação vem três semanas depois de ato realizado em frente ao Paço Municipal de São Carlos. Na ocasião, cerca de 40 GCMs protestaram contra a proposta de acordo de escalas e pagamento de feriados e pontos facultativos.   
 
Com o início da sessão ordinária da Câmara Municipal, um representante dos guardas municipais fez o uso da tribuna e defendeu para os vereadores o ponto de vista dos manifestantes. Segundo Paraná Filho (PSL), parlamentares vão intermediar uma reunião entre manifestantes e administração para encontrar um acordo para o plano de carreira.
 
O secretário de Segurança Pública, Samir Gardini, confirmou a realização da reunião. "É justo, é uma reinvindicação perfeita. Eles merecem esse plano de carreira e isso vem sendo trabalhado. Está sendo estudado na Câmara Municipal e na Prefeitura",

Mais notícias


Publicidade