Publicidade

cotidiano

Escola integral de São Carlos fica em 1º lugar em competição da Samsung

Estudantes da E.E Professor Sebastião de Oliveira Rocha venceu o desafio com a criação de um biodigestor a partir de alimentos que seriam desperdiçados

| ACidadeON/São Carlos -

Equipe Tesla venceu competição nacional da Samsung. Foto: Arquivo pessoal

Alunos da Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha, em São Carlos (SP), conquistaram o primeiro lugar na competição nacional Solve for Tomorrow, criada pela empresa Samsung. A equipe criou um biodigestor a partir de alimentos que seriam desperdiçados.

A cerimônia que anunciou os finalistas foi realizada na quinta-feira (18), com transmissão online pelo canal do Youtube. O segundo lugar ficou com uma equipe do Ceará que desenvolveu um sistema solar de purificação de água. Já o terceiro ficou com Pernambuco, com um projeto que traz uma alternativa na caatinga para o combate aos carunchos. (Assista abaixo, a partir de 1:30:00)

Cada integrante da equipe vencedora recebeu como prêmio um smartphone, além de notebooks que já haviam sido entregues a todos os finalistas. O primeiro lugar premiou a escola estadual de São Carlos com uma TV de 55 polegadas, além de conceder notebooks às duas professoras orientadoras da equipe Tesla formada por quatro alunos: Asafi Prates Almeida, Guilherme Andrade, João Alma e Maria Paula Melo.

O que é?
A iniciativa surgiu após os alunos identificarem grandes quantidades de alimentos desperdiçados no ambiente escolar, principalmente por parte dos estudantes do ensino fundamental.

Com orientação das professoras Barbara Daniela Guedes Rodrigues e Isabel Cristina Santana Kakuda, a equipe Tesla, composta por estudantes do 2º ano B, teve a ideia de desenvolver o biodigestor caseiro, projeto que conquistou o prêmio.   

A proposta, de acordo com a professora, inclui também a produção de energia limpa e renovável, que está dentro do 12º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU, contemplando o consumo e produção responsáveis.

Equipe Tesla venceu competição nacional da Samsung. Foto: Arquivo pessoal

"Mudando o mundo"
Para a equipe Tesla, a conquista do primeiro lugar trouxe uma felicidade imensa a todos os envolvidos, principalmente pela sensação de tudo que foi feito ter dado certo. 

"Saibam que a gente vai continuar com o projeto e vai alcançar todo mundo e mudar esse mundo com as respostas para o amanhã", disse um dos participantes durante a cerimônia. 

De acordo com a professora Bárbara Rodrigues, o projeto foi importante para a preparação acadêmica e profissional, já que eles aprendem a ter foco, solução, proatividade e protagonismo. 

"É uma satisfação, um reconhecimento nacional do nosso projeto maravilhoso e mostra que tanto o projeto quanto os alunos tem potencial de irmos mais longe e que, com certeza, esse projeto não acaba com o final do Respostas para o Amanhã, que vai continuar e sempre buscando novos apoiadores para o nosso projeto", disse.

Leia mais:
-
    Projeto de escola integral de São Carlos é premiado pelo Instituto Butantan  



Sobre o Solve for Tomorrow
O projeto Solve for Tomorrow, que na etapa nacional recebe o nome de "Respostas para o Amanhã", foi criado pela empresa de tecnologia Samsung com o objetivo de engajar alunos de escolas públicas do mundo todo a desenvolverem soluções para problemas reais que são enfrentados diariamente pela comunidade onde cada instituição de ensino está inserida.

Neste ano, o desafio completou sua 8ª edição em território nacional e contou com cerca de 1.800 equipes inscritas.  Ao todo, a fase final do desafio selecionou dez equipes, que representados os estados do Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Com a pandemia de Covid-19, a participação das etapas de mentoria e treinamento passaram a ser desenvolvidas de forma 100% virtual para garantir a segurança de alunos, professores e dos demais envolvidos no projeto.

Mais notícias


Publicidade