Aguarde...

cotidiano

São Carlos aplica 11.500 doses da vacina contra a gripe em menos de 48h

Novas doses já foram encaminhadas pelo Governo do Estado

| ACidadeON/São Carlos

Vacinação tem boa adesão em São Carlos. Foto: Divulgação
 

São Carlos registrou uma procura recorde pela vacina contra gripe desde início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe que teve início em todo país nesta segunda-feira (23/03). Em menos de 48h foram aplicadas 11.500 doses e com isso o estoque inicial enviado pelo Governo do Estado de São Paulo terminou. Outras 11 mil doses estarão disponíveis a partir desta quarta-feira (25/03) nas unidades de saúde do município. 

A meta é vacinar 90% do público alvo em São Carlos, o que corresponde a 29.261 pessoas idosos. Em 2019 foram aplicadas 52.135 doses da vacina na cidade, o que correspondeu a uma cobertura vacinal de 65,16% do público alvo. Depois do encerramento da Campanha, quando o Ministério da Saúde liberou a vacina para o público em geral, foram aplicadas mais de 20 mil doses, aumentando a cobertura vacinal para 81,67%. 

"A procura foi muito grande. Nas campanhas anteriores tínhamos que fazer várias chamadas para que os idosos procurassem a rede para ser imunizados, mas esse ano devido a pandemia do novo coronavírus, muitos nos procuraram porque acreditam que vacina protege também contra a COVID-19", explica Denise Braga, do Departamento de Gestão e Cuidado Ambulatorial da Secretaria Municipal de Saúde. 

A diretora disse que foi montando na segunda-feira (23/03), um sistema de agendamento por telefone para que as pessoas pudessem ser vacinadas no domicílio em virtude da orientação das autoridades para permanecerem em isolamento social. 

"Disponibilizamos 6 números de telefones mesmo assim o congestionamento das linhas foi inevitável. As equipes passaram o dia vacinando. Nesta terça disponibilizamos quatro unidades para o atendimento pelo sistema Drive Thru, mesmo assim em algumas unidades os idosos que não possuem carros começaram se aglomerar, fizemos o distanciamento de segurança e todos ficaram fora das unidades, porém no final da manhã a vacina terminou, fechando 11.500 doses aplicadas, mesmo assim ocorreu tumulto", conta ", explicou a diretora do DGCA. 

Por esse motivo a partir desta quarta-feira (25/03) a Secretaria de determinou que todas as unidades de saúde vão aplicar a vacina nos idosos. Considerando que cada unidade tem uma estrutura diferente as equipes vão se organizar da melhor maneira para atendimento à população, com distância de segurança para evitar qualquer tipo de contágio. 

As unidades básicas de saúde da Redenção, Vila são José, Santa Felícia, Cidade Aracy e Vila Isabel, além da vacinação presencial com distanciamento de segurança, também realizarão a vacinação pelo sistema Drive Thru com apoio dos agentes de trânsito. 

O Disk Vacina continua atendendo pelos telefones 3368-2044, 3368-5593, 3362-1350, 3372-6592 ou 99754-1585, porém a partir desta quarta-feira (25/03) vai priorizar o agendamento de idosos acamados. 

Já as 22 equipes da saúde da família continuam vacinando os idosos cadastrados no programa no domicilio. Quem é cadastrado em umas das Unidades de Saúde da Família não precisa ligar para fazer o agendamento, já que nesse caso quem liga avisando que vai até a residência fazer a vacina é o agente de saúde de cada território. 

"A nossa recomendação continua a mesma, ou seja, não precisa aglomeração nas unidades de saúde, todos serão vacinados. Também ressaltamos que a vacinação das crianças está suspensa até dia 15 de abril, para dar prioridade aos idosos e profissionais da saúde. Mas a vacina contra a gripe não evita a COVID-19", finaliza Denise Braga, lembrando que diariamente a Secretaria de Saúde vai avaliar as estratégias adotadas, que poderão ser alteradas, se necessário, para evitar aglomerações e oferecer a vacina a população de risco.  

Confira o calendário da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe definido pelo Ministério da Saúde:

23 de março: início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da área da saúde podem tomar a dose. 

A partir do dia 16 de abril: o público-alvo é ampliado para professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e pacientes com doenças crônicas (hipertensão, diabetes, asma, entre outras). 

A partir do dia 9 de maio: crianças de 6 meses a menores de 6 anos incompletos, pessoas entre 55 e 60 anos incompletos, gestantes, puérperas e indígenas começam a receber a vacina. 

O Dia D acontecerá no 9 de maio. É um sábado onde postos de saúde oferecerão o imunizante para todo o público-alvo, no Brasil inteiro.

Mais do ACidade ON