Publicidade

cotidiano

Campus de São Carlos inaugura primeiro polo do Inova USP no interior

Inova USP abrigará grupos fixos e móveis de pesquisadores, além de startups criadas pelos próprios estudantes; confira

| ACidadeON/São Carlos -

Evento também marcou a divulgação da nova sede do polo regional da Auspin e o anúncio da parceria entre a USP e Prefeitura para o desenvolvimento de projetos conjuntos. Foto: Henrique Fontes
 

O campus da USP em São Carlos inaugurou, em evento realizado nesta terça-feira (21), o primeiro polo do Inova USP no interior do Estado de São Paulo. Idealizado para ser um centro de pesquisa interdisciplinar voltado à inovação, o Inova USP abrigará grupos fixos e móveis de pesquisadores, além de startups criadas pelos próprios estudantes ou vindas da sociedade, funcionando como uma grande incubadora de ideias e um ambiente de estímulo ao empreendedorismo de jovens alunos, facilitando a cooperação com setores produtivos.

"A Universidade tem que estimular seus alunos e pesquisadores para a inovação. A ideia de que o conhecimento precisa ser útil para a sociedade já está presente neste campus, só precisamos criar um ambiente propício para a inovação. Tenho a certeza de que, em breve, o Inova USP São Carlos superará todas as expectativas", ressaltou o reitor Vahan Agopyan durante a cerimônia de inauguração.  

Área de lazer intelectual - O Inova USP São Carlos dividirá um espaço de 800 metros quadrados, na Área 2 do campus, com a nova sede do polo local da Agência USP de Inovação (Auspin), que também foi anunciada durante o evento.

"Nesse novo ambiente, nós centralizamos as iniciativas de inovação do campus de São Carlos e, com isso, oferecemos um ambiente de inovação bem próximo dos estudantes, perto de onde eles têm aula, fazem suas refeições, então a gente espera que o espaço do Inova USP seja uma área de lazer intelectual, um local onde eles possam se espelhar nas empresas incubadas e compartilhar ideias, além de projetarem seu futuro profissional que, eventualmente, pode ser como empreendedores", explica o presidente do Conselho Gestor do Campus e diretor do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), Emanuel Carrilho. 

Segundo o dirigente, a iniciativa também será importante para o desenvolvimento de São Carlos: "A cidade ganha com a retenção de recursos humanos qualificados, profissionais com mestrado e doutorado que recebem alto valor remuneratório, além da possibilidade de geração de empregos que essas novas empresas poderão oferecer ao município", completa.

O primeiro Inova USP foi inaugurado na capital paulista, no final de 2017, e abriga a Plataforma Científica Pasteur-USP, o Laboratório de Games e Soluções Digitais (Pateo@USP), o Laboratório de Biologia Sintética e Sistemas (S2B Lab, na sigla em inglês) e o Laboratório de Soluções Inovadoras para Pesquisa Interdisciplinar (IRIS, na sigla em inglês). 

Cientistas e autoridades de diversas instituições participaram do evento. Foto: Henrique Fontes

Parceria - Na segunda parte da cerimônia, foi assinado um protocolo de intenções entre a USP e a Prefeitura Municipal de São Carlos, com o objetivo de estabelecer uma parceria para a realização de projetos voltados para o ensino, pesquisa e serviços à comunidade.

O secretário Municipal de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação de São Carlos, José Galizia Tundizi, fez questão de lembrar a importância da tecnologia para o crescimento da cidade. "A USP faz pesquisa de qualidade e gera inovação que transforma o ambiente, produzindo emprego, renda, novas tecnologias e ideias. Integrar o conhecimento que a universidade produz com o poder público municipal é fundamental para que possamos avançar e atender às necessidades da comunidade", afirmou o secretário. 

O vice-reitor Antonio Carlos Hernandes reforçou o papel da Universidade para alavancar o desenvolvimento econômico e social. "Nos últimos anos, o programa USP Municípios tem se empenhado para levar a Universidade também para cidades que não possuem campus da USP ou de outra universidade pública. A ideia é atuarmos como indutores da transformação, capazes de utilizar o conhecimento em uma iniciativa que transforma a comunidade".

O evento também contou com a participação do prefeito de São Carlos, Airton Garcia, do presidente da Câmara Municipal de São Carlos, Roselei Aparecido Francoso, do diretor do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) e coordenador do projeto Embrapii, Vanderlei Salvador Bagnato, além de outras autoridades que acompanharam o evento de forma presencial ou remota.

Confira a íntegra do depoimento do professor Emanuel Carrilho clicando no seguinte link.

Mais notícias


Publicidade