Aguarde...

cotidiano

Coronavírus: Levantamento aponta diferença entre dados municipais e estadual

Segundo comparativo, casos nos municípios da região são maiores do que os registrados pelo Estado

| ACidadeON/São Carlos

Ilustração do novo coronavírus SARS-CoV-2. Imagem: CDC/autoridade de saúde dos EUA
A CBN São Carlos (SP) comparou dados divulgados pelas Secretarias Municipais de Saúde com dados da Secretaria Estadual das 42 cidades da região central. Segundo o levantamento, os dados municipais de coronavírus são maiores do que os divulgados pelo Estado.  

Em relação ao número de casos positivos, a diferença é 18,5% maior nos números apresentados pelas secretarias municipais, somando 739 casos de diferença. No caso de mortes também há diferenças, 9% mais nos dados municipais. Ou seja, 9 mortes a mais do que o registrado pelo Estado. Confira os dados abaixo. 

Segundo o infectologista e professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Bernardino Alves Souto, o motivo para divergência se deve ao processamento de dados. "Isso se dá muito por uma questão de tramitação de dados. O município gera o dado na sua própria instância, organiza, consolida, envia para o estado, que faz uma nova organização e nova consolidação para enviar para nível federal, e lá é a mesma coisa", disse.  

Diferenças
Seis cidades têm os mesmos dados publicados pelas prefeituras e pela secretaria estadual. São elas: Caconde, Divinolância, Gavião Peixoto, Motuca, Tambaú e Trabiju.  

O governo do Estado de São Paulo informou que a notificação é compulsória, portanto os municípios são os responsáveis pela vigilância e investigações dos casos e obrigatoriamente devem notificar em sistema oficial todos os casos e óbitos, e que a Secretaria extrai de ambos os sistemas os dados preenchidos por todas as cidades.  

Além disso, o Governo informou que o Estado também publicou resolução que obriga os serviços de saúde a notificarem testes e seus resultados às vigilâncias epidemiológicas municipais, sujeitando o responsável, inclusive, à multa de até R$ 276 mil e penalidades previstas no código sanitário estadual.  

Para o professor Bernardino, os dados desatualizados podem atrasar medidas de contenção do novo coronavírus. "Quando o estado chega a divulgar, o dado já está um pouco atrasado em relação ao que foi divulgado no âmbito municipal, e a mesma coisa do federal em relação ao estadual. Isso dificulta um pouco as análises de dados. Quando eu resolvo estudar os dados do município, colhendo as informações diretamente no município, eu consigo trabalhar com dados mais atualizados", explicou. 

Em Rio Claro (SP), os dados de mortes são divergentes como nas outras, mas com números menores na prefeitura. O estado diz ter 28 mortes e o município afirma ter 25.  

A prefeitura de Rio Claro informou que o setor de Vigilância Epidemiológica vai verificar este desencontro de números, e que não é a primeira vez que isto ocorre durante esta pandemia. Nas vezes anteriores, o Estado incluiu no sistema o mesmo óbito duas vezes.  

Questionado, o governo do Estado não comentou o assunto.  

Dados avaliados  

Cidade - Dados da Secretaria Municipal / Dados da Secretaria Estadual 

Aguaí - 65 casos com 5 mortes / 59 Casos 4 Mortes
Águas da Prata - 2 casos com 1 morte / 1 caso 0 morte
Américo Brasiliense - 94 casos com 2 mortes / 99 Casos 2 Mortes
Analândia - 8 casos / 3 Casos 0 Mortes
Araraquara - 763 casos com 10 mortes / 748 Casos 10 Mortes
Araras - 341 casos com 8 mortes / 292 Casos 4 Mortes
Boa Esperança do Sul 34 casos com 1 morte / 18 casos 1 Morte
Brotas - 13 casos com 1 morte / 10 casos 0 mortes
Caconde - 1 caso / 1 Caso
Casa Branca - 14 casos, com 1 morte / 13 casos, 1 morte
Conchal - 21 casos / 22 Casos
Corumbataí - 11 casos / 9 casos
Descalvado - 34 casos com 2 mortes / 27 casos, 1 morte
Divinolândia - 2 casos / 2 casos
Dourado - 19 casos / 18 casos
Gavião Peixoto - 12 casos / 12 casos
Ibaté - 73 casos / 71 casos
Itirapina - 21 casos / 18 casos
Itobi - 17 casos / 5 Casos
Leme - 349 casos com 9 mortes / 207 Casos, 10 mortes
Matão - 48 casos com 1 morte / 32 casos, 1 morte
Mococa - 108 casos com 6 mortes / 79 casos, 4 mortes
Motuca - 8 casos / 8 Casos
Nova Europa - 71 casos / 66 casos
Pirassununga - 217 casos com 1 morte / 203 casos, 1 morte
Porto Ferreira - 97 casos com 1 morte / 65 casos, 1 morte
Ribeirão Bonito - 12 casos / 11 casos
Rincão - 15 casos com 1 morte / 14 casos, 1 morte
Rio Claro - 638 casos com 25 mortes / 420 casos, 28 mortes
Santa Cruz da Conceição - 13 casos / 11 casos
Santa Cruz das Palmeiras - 57 casos com 1 morte / 53 casos, 1 morte
Santa Gertrudes 109 casos com 3 mortes / 34 casos, 3 mortes
Santa Lúcia - 9 casos / 11 casos
Santa Rita do Passa Quatro - 34 casos com 2 mortes / 33 casos, com 2 mortes
São Carlos - 418 casos com 11 mortes / 380 casos, 11 mortes
São João da Boa Vista - 89 casos com 7 mortes / 86 casos, 5 mortes
São José do Rio Pardo - 75 casos com 5 mortes / 45 casos, 4 mortes
São Sebastião da Grama - 15 casos com 1 morte / 9 casos, 1 morte
Tambaú - 23 casos / 23 casos
Tapiratiba - 6 casos / 5 casos
Trabiju - 1 caso / 1 caso
Vargem Grande do Sul - 42 casos / 36 casos 

Total Secretarias:
3.999 Casos
105 Mortes 

Total Estado
3.260 Casos
96 Mortes

Mais do ACidade ON