Aguarde...

cotidiano

USP de São Carlos cria sistema que pode ajudar a prevenir coronavírus

Sistema de descontaminação de ar usa radiação UVC e é capaz de eliminar 99,9% dos microorganismos

| ACidadeON/São Carlos

USP de São Carlos cria sistema de descontaminação de ar que pode ajudar na prevenção de doenças. Foto: Divulgação/ IFSC-USP

Um sistema de descontaminação de ar com base em radiação UVC, desenvolvido pelo Grupo de Óptica do Instituto de Física da Universidade de São Paulo de São Carlos (IFSC/USP) pode ajudar na prevenção contra o novo coronavírus e outros microorganismos.

O equipamento criado sob a supervisão do pesquisador e professor Vanderlei Bagnato, promove a descontaminação de partículas suspensas no ar, minimizando as chances de que vírus, bactérias e fungos contaminem pessoas que estão em espaços fechados.

O aparelho faz com que ar do recinto circule por um sistema que usa a radiação UVC para fazer a descontaminação de forma rápida e continua. O sistema também promove a decantação mais rápida das partículas, puxando-as para o chão e tirando da área de respiração das pessoas.

Segundo os pesquisadores, os experimentos realizados mostraram que durante uma única passagem pela luz UVC, 99,99% dos microorganismos são eliminados.

O sistema de descontaminação está sendo instalado em vários ambientes do IFSC/USP, incluindo as salas de aula e uma empresa parceira desenvolveu um designer especial para vários ambientes e pode ser usando em salas de espera, consultórios e outros ambientes fechados com alta circulação de pessoas.

Como funciona o sistema
O aparelho cria um fluxo de ar próximo ao chão, puxando as partículas em suspensão. Este fluxo passa pelo sistema que possui raios UVC capazes de eliminar, em alguns segundos, os microorganismos existentes no ar.

A cada 15 minutos o sistema é capaz de descontaminar 100 m³ de ar, que retorna ao ambiente pela parte de cima do aparelho.


Mais do ACidade ON