Aguarde...

cotidiano

Em 10 dias, São Carlos já somou mais de 200 casos por Covid-19

Duas mortes também foram contabilizadas pela Vigilância Epidemiológica do município em um intervalo de quatro dias

| ACidadeON/São Carlos

Comércio de São Carlos. Foto: Divulgação
Em menos de duas semanas, São Carlos (SP) já registrou 208 novos casos positivos de Covid-19 e duas mortes, segundo dados da Vigilância Epidemiológica. No total, município tem 771 casos confirmados e 15 óbitos.  

Os dados se mostram crescentes desde maio, quando a cidade registrou 104 casos. Em junho, nos primeiros 10 dias foram 123 casos, de 10 a 20 de junho, 87 casos, e de 20 a 30 de junho, 174 casos. Ao todo, foram 384 novos casos em um mês. Ou seja, 280 notificações a mais em comparação ao mês anterior.  

Já no mês de julho, São Carlos começou o mês contabilizando 563 casos e, em menos de duas semanas, já possui mais da metade dos casos registrados no mês passado. Nestes primeiros 10 dias, a média de casos por dia é de 23. Também foram registrados dois óbitos em um intervalo de quatro dias.  

De acordo com o último boletim divulgado na sexta-feira (10), a cidade está com 771 casos positivos, sendo que 691 apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, além de 15 mortes e 3 em investigação.  

Segundo o infectologista e professor do curso de medicina da Universidade Federald e São Carlos (UFSCar), Bernardino Alves Souto, o aumento de casos se deve a melhoria do sistema diagnóstico e a flexibilização do isolamento social. Porém, o número de casos é maior do que os notificados.  

"A Vigilância Epidemiológica conseguiu fazer mais testes, mais diagnósticos e, portanto, encontrou mais casos. A estimativa é de que para cada 1 caso, tem 10 que não estamos sabendo, então na verdade o número de casos é bem maior do que aquele que tem sido notificado. Independente do aumento do número de testes, o número de casos também vem subindo, ainda que de uma maneira lenta em relação ao que a gente vê acontecendo em outros lugares", disse.  

Crescimento da pandemia
Com relação a propagação do coronavírus, Bernardino explicou que o município segue em um crescimento lento, mas que ainda não chegou ao seu pico, o que facilita um possível controle da pandemia antes que os casos se agravem ainda mais.  

"O que a gente tem é um crescimento lento, em uma curva achatada e uma epidemia que ainda não foi controlada, de maneira que nós estamos muito vulneráveis a uma degeneração dessa situação se continuar afrouxando mais ainda o isolamento social. São Carlos tem mantido um isolamento médio acima de 45%, as pessoas passaram a usar máscaras com mais frequência e a Vigilância também tem agido com agilidade, então tudo isso tem colaborado. Ainda não estamos chegando no pico, mas a gente precisa fazer um esforço a mais para conseguir controlar essa epidemia", finalizou o infectologista.

Mais do ACidade ON