Aguarde...

cotidiano

Fiscalização é intensificada no Broa e 6 pessoas foram autuadas

Cidade tem 117 casos confirmados de Covid-19, incluindo três mortes, e está na fase vermelha do Plano São Paulo, na qual não são permitidas flexibilizações.

| ACidadeON/São Carlos

Banhistas ignoraram decreto e aproveitaram o feriado na represa. Foto: Eliel Almeida/ CBN São Carlos

A Defesa Civil de Itirapina (SP) intensificou a fiscalização na represa do Broa durante o fim de semana. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas a disseminação do novo coronavírus. Somente na tarde e noite de sexta-feira (31), seis pessoas foram autuadas por descumprimento.

A cidade está na fase vermelha do Plano São Paulo e não deve permitir nenhuma flexibilização. Até a noite de sexta, Itirapina registrou 117 casos confirmados de Covid-19, incluindo três mortes.

Conforme divulgado pela EPTV Central e G1 São Carlos, de acordo com o coordenador da Defesa Civil de Itirapina, José Antônio Teixeira Júnior, a cidade proibiu a entrada de turistas e o uso da represa para lazer justamente para evitar festas e aglomerações.

"Está permitida apenas a entrada dos proprietários dos imóveis. Caso tenha algum parente, algum amigo, ele tem que vir na portaria e assinar uma documentação para liberar essa pessoa. Para turistas não está liberado", disse.

Para manter o controle da situação, a Defesa Civil, a Polícia Militar e Secretaria de Saúde faz uma fiscalização mais intensa na represa, nas residências e nos estabelecimentos comerciais aos finais de semana.

Caso algum morador ou estabelecimento seja flagrado em desacordo às normas da fase vermelha, eles podem receber uma autuação.

O morador que é abordado na rua sem máscara recebe uma autuação, na qual deve recorrer no prazo de 10 dias para defesa. Se os motivos não forem aceitos, o morador recebe uma multa de R$ 500. No caso dos estabelecimentos comerciais, o valor da multa é R$ 5 mil. .

Mais do ACidade ON