Aguarde...

cotidiano

Em compasso de espera, São Carlos escolhe espaços de vacinação; confira

Cidade poderá seguir plano nacional ou estadual; enquanto não há definição exata de outras esferas, município estuda pontos para atendimento

| ACidadeON/São Carlos

São Carlos (SP) poderá seguir plano do governo do Estado (Foto: Divulgação)
São Carlos (SP) ainda não definiu se vai seguir o plano estadual ou federal de vacinação, mas se prepara para seguir o plano paulista. Segundo a supervisora da Vigilância Epidemiológica local, Kátia Spiller, o município está em compasso de espera enquanto planeja a vacinação a partir de 25 de janeiro. O município estuda usar espaços privados, hospitais e unidades de saúde para aplicar a vacina contra o novo coronavírus.

"Nós temos os dois planos e a princípio estamos nos organizando para seguir o plano estadual. Mas nós vamos depender da liberação do governo federal para ver se cada estado vai poder seguir o seu plano ou se o Brasil todo terá que seguir o Plano Nacional de Vacinação. Nós estamos nos organizando baseados no plano estadual, mas isso poderá mudar em função de deliberações do Ministério da Saúde", comenta.  

Caso a cidade decida seguir o Plano Estadual de Imunização, a primeira etapa começa já no dia 25 de janeiro, com os profissionais da saúde que estão na linha de frente e com idosos, de forma escalonada. Inicialmente, idosos com mais de 75 anos, depois de 70 a 74 anos; 65 a 69; e, por último, pessoas de 60 a 64 anos. O Ministério da Saúde ainda não deu posicionamento oficial sobre o início da vacinação, que "na melhor das hipóteses" poderá começar em 20 de janeiro.  

O plano de vacinação paulista indica que serão duas doses para cada pessoa em um intervalo de 21 dias, entre as aplicações. Segundo a supervisora, todo o planejamento está sendo feito na cidade.  

Serão duas doses então temos que pensar na logística de administração que os grupos vão entrando de acordo com as fases, então temos momentos em que todos os grupos estarão dentro da campanha e a segunda dose também deverão estar sendo aplicadas. Pode ser que eles aumentem esse espaço da primeira para a segunda dose", relata.  

A vacinação acontecer em 35 unidades de saúde do município, segundo a gestora. São 12 unidades básicas de saúde (UBS) e 23 Unidades de Saúde da Família (USF). De acordo com a gestora, essas unidades poderão se somar a outros postos de imunização, "como a UPA do Cidade Aracy, no espaço que a Unicep, Sesc, Santa Casa, Hospital Universitário e Unimed".  

Segundo o Plano Estadual de Imunização, os municípios precisam finalizar a vacinação dos grupos prioritários até 22 de março.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON