Aguarde...

cotidiano

Funcionária terceirizada dos Correios morre de Covid-19

A Vigilância Sanitária foi comunicada sobre os casos no Centro de Distribuição da Vila Isabel; segundo funcionários há um infectado e quatro casos suspeitos

| ACidadeON/São Carlos

Casos de Covid foram registrados em unidade dos Correios. Foto: Edijan Del Santo/EPTV
Uma mulher de 38 anos que trabalhava como terceirizada no Centro de Distribuição dos Correios da Vila Isabel, em São Carlos, morreu de Covid-19 nesta semana.

A morte, ocorrida na quarta-feira (9), foi confirmada por funcionários da estatal e consta em boletins da Santa Casa de São Carlos, onde ela estava internada na UTI, e da Prefeitura de Ribeirão Bonito, onde a vítima morava.

De acordo com funcionários da unidade dos Correios, há outro empregado infectado e quatro casos suspeitos. A Vigilância Sanitária foi comunicada e deu prazo para testagem de todos os trabalhadores ou o "fechamento espontâneo" do local. Porém, no decorrer desta semana, o expediente "foi normal".

A funcionária de 38 anos deu entrada no Pronto-Socorro de Ribeirão Bonito e transferida para a Santa Casa de São Carlos na sexta-feira (4), onde morreu na última quarta. Desde então, funcionários demonstram preocupação com a situação no local de trabalho, que não havia passado por desinfecção até o final da tarde de quinta. Ela trabalhava no setor de limpeza do Centro de Distribuição.

Em nota, os Correios não confirmaram a morte da funcionária terceirizada. A estatal afirmou que "fez o afastamento de empregados em grupo de risco". "Os protocolos adotados pela estatal preveem orientação permanente aos empregados quanto aos cuidados básicos de higiene e procedimentos de limpeza dos ambientes e equipamentos". A empresa prosseguiu dizendo ser "adotadas outras medidas como a sanitização das unidades". 
 
Segundo caso em junho 
No começo do mês, a Vigilância Sanitária foi notificada por caso de Covid-19 em outro Centro de Distribuição Domiciliária localizado na Vila Prado. Na ocasião, foi reportado uma infecção pela doença e a fiscais chegaram a realizar inspeção na unidade.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON