ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

Cotidiano

Sensibilização musical é proposta de projeto de extensão da UFSCar

Iniciativa oferece atividades de iniciação à música para bebês, crianças e seus familiares

| ACidadeON/São Carlos

Sensibilização musical é proposta de projeto de extensão da UFSCar
 
Sensibilizar famílias para a música é a proposta do projeto de extensão "Iniciação musical ao longo da vida", coordenado pela professora Renata Franco Severo Fantini, do Departamento de Artes e Comunicação (DAC) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). "O envolvimento da família traz uma valorização ao aprendizado musical. Os pais ou responsáveis ensinam os filhos e também aprendem com eles. O desenvolvimento é conjunto e, além disso, há um estreitamento dos laços afetivos", defende Fantini.  

A partir desse entendimento, o projeto promove diversas ações - de caráter formativo e em módulos -, com o objetivo de propiciar a iniciação musical de bebês e seus familiares e também de crianças, jovens, adultos e idosos interessados em aprender música e ter acesso a conhecimento musical básico. São atividades coletivas, envolvendo canto, movimento e práticas instrumentais. No escopo do projeto, há dois cursos: "Música em Família" e "Musicalização através da flauta doce", o primeiro coordenado pela própria professora Renata Fantini, e o segundo por Ilza Joly, docente aposentada da UFSCar.  

Fantini explica que o "Música em Família" atende bebês e crianças de oito meses a cinco anos, em dois dias da semana, segundas e quartas-feiras, às 18 horas, oferecendo a oportunidade para as crianças e as famílias conhecerem e se aproximarem da música de forma natural e respeitosa, com base nos estudos da área da Educação Musical e considerando aspectos da psicomotricidade e da socialização. "Como é um processo de laboratório, a gente sempre vai experimentando coisas novas. Neste semestre, por exemplo, temos testado elementos específicos do canto", conta ela.  

As aulas seguem uma rotina com 12 famílias em cada uma das duas turmas. Os encontros sempre começam com o acolhimento e reconhecimento da sala, dos brinquedos e instrumentos; seguidos por uma música de entrada e atividades relacionadas ao canto, a partir de um repertório vasto de canções da cultura popular brasileira e de outros lugares do mundo. As sessões contemplam também brincadeiras cantadas, com instrumentos apropriados para as crianças tocarem. Além disso, há músicas, danças e marchas que estimulam o desenvolvimento psicomotor, o equilíbrio e os movimentos; e, por fim, um relaxamento com canções de acalanto e a música de saída.  

Já o curso "Musicalização através da flauta doce", baseado no método de ensino Suzuki (que defende que o ensino musical e o ensino de um instrumento é um meio para desenvolver o caráter, a sensibilidade, a disciplina, a tolerância, etc.), tem 35 alunos, entre crianças a partir de cinco anos, adolescentes e adultos. As aulas são às terças e quintas feiras, também às 18 horas. "Nossa proposta, em ambos os cursos, é que as crianças aprendam música, acompanhadas de seus pais. Toda a família vai ser sensibilizada musicalmente, então a chance da cultura da música se perpetuar e multiplicar é maior. Aqui as famílias têm a oportunidade diferenciada de estarem juntas, fazendo música juntas", destaca Joly.  

O projeto de iniciação musical da UFSCar existe desde 1989, fundado pela professora Ilza Joly, e vem se moldando ao longo dos anos, gerando conhecimento prático e reflexivo para a comunidade interna (alunos de graduação, pós-graduação) e externa da Universidade. Mais informações podem ser obtidas pelo site https://musicalizaufscar.faiufscar.com. As aulas acontecem no Laboratório de Musicalização, localizado na área Sul do Campus São Carlos da UFSCar. As inscrições para o próximo semestre devem abrir em agosto e podem ser feitas pelo e-mail musicalizaufscar@gmail.com.