Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

Cotidiano

Grupo da UFSCar promove conversa sobre assédio moral e violência no trabalho

Evento foi realizado nesta semana com a presença de servidores da Universidade

| ACidadeON/São Carlos

Atividade foi promovida para servidores da USE-UFSCar (Foto: Vania Gonçalves)
 
Foi realizada na terça-feira (3) na Unidade Saúde Escola (USE) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), uma roda de conversa sobre assédio moral e violência no trabalho. A atividade foi promovida pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) "Tecendo Pontos" da USE e conduzida por integrantes da Comissão contra Opressões do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFSCar (SinTUFSCar).  

O evento reuniu servidores da USE que tiveram acesso a informações, conceitos e exemplos sobre ocorrências de assédio moral e violência no trabalho. "O assédio moral no trabalho envolve uma relação sistemática, prolongada e contínua e pode ser praticado por meio de ofensas, retirada de serviço e de material de trabalho do servidor, entre outras práticas. Já a violência no trabalho pode ser caraterizada a partir de ações, como gritos, desmerecimentos, pequenas humilhações, além de questões de gênero e raciais", descreve Silmara Capovilla, servidora da UFSCar e integrante da Comissão do Sindicato, que conduziu a roda de conversa.  

Capovilla destaca que espaços para debate sobre essas temáticas são importantes para disseminação do conhecimento sobre assédio moral e violência no trabalho, reflexão conjunta sobre os temas e trocas de experiências. "Uma mudança cultural é necessária e a realidade deve ser alterada a partir da conscientização e de ações de prevenção, para a manutenção do ambiente de trabalho saudável", defende ela.  

Maria Tereza Ramalho, terapeuta ocupacional da USE que integra o GTH, afirma que o evento foi importante por abordar temas relacionados à humanização dos servidores, com foco na solução de conflitos por meio do diálogo e da argumentação. "Apesar de serem temas mais densos, a roda de conversa proporcionou uma discussão tranquila, leve e com muitas trocas enriquecedoras", conta Ramalho.

GTH Tecendo Pontos
Norteado pela Política Nacional de Humanização (PNH) Humaniza SUS, do Ministério da Saúde, e pelas recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o projeto "Tecendo Pontos" constitui-se como uma estratégia do Grupo de Trabalho de Humanização da USE que tem como objetivo intervir na melhoria dos métodos de trabalho e na qualidade da produção de saúde para todos. Operando com o princípio da transversalidade, o Grupo pretende também direcionar estratégias e métodos de articulação de ações, saberes, práticas e sujeitos em direção à atenção integral e humanizada, por meio de um processo de produção de saúde que atravessa diferentes instâncias da atenção e da gestão.  

Além disso, o "Tecendo Pontos" está vinculado ao Movimento Mundial do Tricô que visa resgatar as atividades manuais, os encontros das pessoas para tricotarem os assuntos do cotidiano, colorindo e enfeitando o mundo. Mais informações sobre o grupo podem ser obtidas pelo e-mail gthuse@gmail.com.

Veja também