Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Pesquisadores da USP e da UFSCar alertam que corte de bolsas vai prejudicar a ciência e o país

Medida pode causar saída de cientistas do Brasil e afetar a formação de novos

| ACidadeON/São Carlos

Pesquisadores da USP e da UFSCar alertam que corte de bolsas vai prejudicar a ciência e o país
Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos temem pelo futuro da ciência e acreditam que o corte das bolsas de mestrado e doutorado feito pelo Ministério da Educação vai prejudicar desenvolvimento do país, causando danos irreversíveis.

Capes suspende concessão de bolsas de mestrado e doutorado
"Cortar investimentos de ciência e tecnologia e formação de recursos humanos é prejudicar a chance de sairmos da crise, porque nós precisamos de pessoas que gerem o novo e o que for necessário para avançar a economia. É o lugar errado para pensar em sacrifícios além do possível", afirmou o professor do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), Vanderlei Bagnato.  

Suspensão de bolsas
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) cancelou as bolsas que eram de alunos que tinham acabado de entregar seus trabalhos e que estavam disponíveis para novos alunos.

A medida afetou mestrandos e doutorandos tanto da UFSCar que já tinha sofrido um bloqueio de R$ 19,4 milhões em seu orçamento, quanto da USP. 

Por pouco, a doutoranda Lara Kelly Ribeiro da Silva não ficou sem a bolsa. Ela foi uma das últimas estudantes a conseguir o benefício, após enfrentar uma seleção com 120 candidatos. 

Sem o financiamento ela não conseguiria dar continuidade a pesquisa de cinco anos na área de materiais cerâmicos no Departamento de Química da UFSCar e que tem resultados promissores.

"Pode ser usado na indústria farmacêutica, na produção de pomadas, além disso no rendimento de carro, na queima de combustíveis e na despoluição de água no tratamento de hormônio, fármacos e corantes", explicou. 

Para o professor emérito da UFSCar Elson Longo, o corte pode levar a perda de pesquisadores que poderiam contribuir para o desenvolvimento do país.

"Existe uma grande possibilidade de nós termos uma evasão muito grande de cérebros no Brasil com essa atitude do Ministério [da Educação]", o professor.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON