Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

"Sua tristeza acabou"; publicações misteriosas geram desconfiança após homicídio duplo em São Carlos

Segundo a Polícia, Mariza e Larissa foram assassinadas há uma semana. No entanto, posts feitos no Facebook durante o fim de semana trazem frases como "Quem destila seu veneno em silêncio passa por inocente"

| ACidadeON/São Carlos

Mariza Barreto Borges, de 40 anos, e Larissa Cristina Ernesto Borges, de 18, teriam sido mortas por Renato Bafura do Carmo
Um novo fato relacionado aos assassinatos de Mariza Barreto Borges, de 40 anos, e Larissa Cristina Ernesto Borges, de 18, chamou a atenção de internautas nesta terça-feira (12). De acordo com amigos de Mariza, a suspeita é de que o ex-companheiro teria utilizado a conta da mulher no Facebook para fazer publicações curiosas após ter cometido o crime. 

De acordo com a Polícia Civil, mãe e filha teriam sido mortas há cerca de uma semana. No entanto, uma publicação feita no domingo (10) traz a imagem de uma cobra acompanhada dos dizeres "É fácil culpar quem explode e grita, mas quem destila seu veneno em silêncio passa por inocente". 

Em outra publicação feita no mesmo dia, a foto de uma mão segurando um terço é acompanhada da frase "Desistir daquilo que não vale a pena não é fracasso, é sabedoria". 

Outro post curioso feito no dia 7 traz a frase "Deus diz: o tempo da sua tristeza acabou". 

As publicações chamaram a atenção dos internautas, que afirmam que Renato Bafura do Carmo, companheiro de Mariza, também utilizava a conta do Facebook da mulher.   

Publicação feita no Facebook de vítima após o crime em São Carlos

O corpo de Mariza foi encontrado dentro do quarto do casal e o corpo da enteada estava atrás da porta do banheiro. Por conta do avançado estado de decomposição, o delegado disse que não foi possível identificar a causa das mortes. O crime foi denunciado pela mãe do suspeito, a quem ele teria confessado o crime. O homem, que estava foragido, foi localizado no bairro Jardim Gonzaga e levado para a delegacia. 

O casal tinha uma filha de 7 anos. Segundo a irmã de Carmo, o irmão matou as duas mulheres a facadas porque soube de uma traição e que, após o crime, ele deixou a filha na casa da avó e fugiu. 

O caso segue sendo apurado pelas autoridades competentes. 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também