Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Defesa diz não existir dívidas entre empresário e Chiquinho

Advogado do empresário acusado de participação na morte do prefeito de Ribeirão Bonito alega que áudio de discussão é antigo.

| ACidadeON/São Carlos

Foto: ACidade ON

 
O advogado do empresário Manuel Bento Santana da Cruz, acusado de participar do assassinado do prefeito de Ribeirão Bonito, Chiquinho Campaner, disse que não havia pendências entre seu cliente e a vítima. 

José Roberto Garcia ainda falou que o áudio divulgado pela imprensa e nas redes sociais que mostra uma discussão entre Manuel e Chiquinho é antigo. "Esse áudio é do final de 2018, quando existiam algumas dívidas da prefeitura em relação ao Manuel", garantiu o advogado.  

Garcia ainda afirmou que seu cliente irá aguardar o andamento das investigações preso em São Carlos. Ele ainda sustenta a alegação de  inocência do cliente. 

Ouça o áudio 


Investigação 


A Polícia Civil de São Carlos, em coletiva realizada na manhã desta terça-feira (7), disse que desconstruiu a versão de Manuel  que nega sua participação no assassinato de Chiquinho Campaner, em Ribeirão Bonito. 

A principal dúvida estava relacionada a quem teria atirado contra a vítima. O delegado Geraldo Souza Filho garantiu que a polícia sabe quem atirou, mas ainda não pode divulgar a informação.

"Quem apertou o gatilho, nós vamos nos reservar mais uns dias para dizer quem foi. Nós já sabemos, mas não é o momento de veicular essa informação. Como o empresário engou os fatos, cabe a nós desmontar essa história. Ele [Manuel] tem todo o direito de falar o que ele quiser, de mentir, enfim", salientou o delegado.   

LEIA TAMBÉM:

Delegado diz saber quem matou prefeito Chiquinho Campaner

Mais do ACidade ON