- Publicidade -
CotidianoPrefeitura vai intensificar fiscalização no 1º fim de semana de restrições

Prefeitura vai intensificar fiscalização no 1º fim de semana de restrições

Mesmo sem regredir no plano de flexibilização do governo estadual, cidade deve seguir determinações da fase vermelha no sábado (30) e domingo (31)

- Publicidade -

- Publicidade -
Guarda Municipal de São Carlos. Foto: Divulgação/ Prefeitura de São Carlos

Seguindo a determinação estadual, São Carlos (SP) terá o primeiro final de semana na fase vermelha do Plano São Paulo. Por ser uma fase mais restritiva, a administração deve intensificar a fiscalização nestes dois dias.  

Desde o final do ano, as denúncias sobre aglomerações e festas clandestinas aumentaram consideravelmente no município. Quem anda pelas ruas são-carlenses, logo percebe essa situação recorrente.  

Segundo o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini, a força-tarefa que é realizada aos finais de semana agora vai trabalhar de forma mais intensa, principalmente em estabelecimentos reincidentes. 

“Nosso foco é aglomeração, uso de espaços públicos de forma irregular e festas clandestinas, que sempre foram prioridade e vamos dar um olhar especial para isso, mas também não vamos deixar aquele segmento que está extrapolando, que já é reincidente nas orientações e notificações. Esses terão um tratamento dentro da lei, com autuação, interdição, alvará suspenso”, explicou. 

Para Samir, o reforço se faz extremamente necessário nesta fase que o município enfrenta, com aumento de casos, óbitos e internações por Covid-19. “A gente vai ter essa seleção de prioridades para que a gente tente resolver ou diminuir essa situação pandêmica, essa situação caótica que a saúde está vivendo”, disse. 

- Publicidade -

Contaminação familiar
De acordo com Mateus de Aquino, presidente do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, o que tem dado resultado negativo nos números é o convívio social e familiar, assim como a forma de comportamento dos jovens em relação às restrições. 

“[Por isso] a gente estuda principalmente como inibir ou mitigar essa situação de festas clandestinas e encontros desregrados que geram denúncia. Para que a gente possa atuar mais efetivamente com esse segmento de encontro social em espaços públicos ou até mesmo em privados. Vamos efetuar uma força tarefa mais direcionada a essa situação”, explicou.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -