Aguarde...

Vacinas

Estado define data para retomada de vacinação de gestantes

Governo ainda anunciou o início da imunização de pessoas com comorbidades ou deficiência com idade entre 45 a 49 anos

| ACidadeON/São Carlos

z
Vacina Coronavac desenvolvida e produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac (Foto: Roberto Costa/Código19)
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta (12) que fará remanejamento de doses de Coronavac para assegurar a vacinação de grávidas e puérperas e retomar a vacinação.
 
"Preocupados com a imunização das grávidas, orientamos para que a partir da próxima segunda-feira elas possam ser vacinadas em todo o Estado de São Paulo, não havendo portanto interrupção de um tempo maior. Isso será possível por conta do remanejamento da vacinação e entrega de novas doses da vacina do Butantan e da Pfizer realizadas hoje", afirmou Doria.  

A retomada deve acontecer no dia 17 de maio, segunda-feira. O público compreende 100 mil mulheres. Na terça-feira (11), o governo estadual, seguindo orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), suspendeu a vacinação com o imunizante da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz.  
 
O Governo Federal sinalizou que emitirá nota técnica com relação às gestantes que já receberam a primeira do imunizante. 

 "O planejamento que nós fazemos todo o tempo nos permite que no dia 17 de maio, a gente reabra para este grupo que ontem logo pela manhã foi suspenso. O Estado de São Paulo foi um dos primeiros estados a suspender a vacinação das gestantes e puérperas com comorbidades acima de 18 anos com a vacina da AstraZeneca. Faremos agora com a vacina do Butantan e o município de São Paulo também tem a da Pfizer", explicou a Coordenadora Geral do Programa Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula.
 
Comorbidades
O Estado de São Paulo dará continuidade à vacinação dos demais faixas etárias dentro da condição de comorbidade ou deficiência permanente. A partir de 21 de maio, serão imunizadas pessoas com idade entre 45 e 49 anos, desde que preencham os requisitos. 
 
Confira a lista de comorbidades:
- Insuficiência cardíaca;
- Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar;
- Cardiopatia hipertensiva;
- Síndrome coronariana;
- Valvopatias;
- Miocardiopatias e pericardiopatias;
- Doença da Aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
- Arritmias cardíacas;
- Cardiopatias congênitas no adulto;
- Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
- Diabetes mellitus;
- Pneumopatias crônicas graves;
- Hipertensão arterial resistente;
- Hipertensão arterial estágio 3;
- Hipertensão estágios 1 e 3 com lesão e órgão alvo;
- Doença Cerebrovascular;
- Doença renal crônica;
- Imunossuprimidos;
- Anemia falciforme;
- Obesidade mórbida;
- Cirrose hepática;
- HIV.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON