Aguarde...

Vacinas

Anvisa autoriza vacina da Pfizer contra Covid-19 para adolescentes

EUA e Europa estão realizando testes da vacina em bebês e crianças com 11 anos ou menos

| ACidadeON/São Carlos

Vacinação contra a Covid-19 com imunizante da Pfizer. Foto: Governo do Estado de São Paulo
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta sexta-feira (11), o uso da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em adolescentes a partir dos 12 anos no Brasil.

Agora, a bula da vacina passará a indicar esta nova faixa etária. Antes, a aplicação só era permitida em adolescentes a partir dos 16 anos.

Nos Estados Unidos e na Europa, a Pfizer está testando sua vacina em bebês a partir dos 6 meses de idade e em crianças com 11 anos ou menos.  

Veja mais: 

    - São Carlos e região receberão vacinas da Janssen e Pfizer, confirma Estado
    - São Carlos inicia vacinação contra Covid-19 em grávidas e puérperas

Entenda a vacina
A vacina desenvolvida pela alemã BioNTech e pela Pfizer já era usada nas capitais do país. Com a alteração da bula aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), permitindo acondicionamento em temperaturas maiores, abriu-se a possibilidade de uso nas cidades do interior.

Já a vacina da Pfizer utiliza a tecnologia de DNA mensageiro. Os fracos multidoses vêm com 0,46 ml de suspensão injetável que deverá ser diluída após descongelamento com solução de cloreto de sódio. A validade é de 31 dias entre 2°C e 8°C, mas quando aberto cai para 6h.

O intervalo entre as duas doses (de 0,3 ml cada) é de 12 semanas, segundo o Ministério da Saúde e de 21 dias, conforme a bula da Pfizer.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON