Aguarde...

Vacinas

SP libera aplicação de 2ª dose para grávidas e puérperas que receberam Astrazeneca

Para esse público será aplicada a Pfizer; orientação é que mulheres verifiquem a data marcada para completar o esquema vacinal

| ACidadeON/São Carlos

Vacinação contra a Covid-19 em grávidas. Foto: Governo do Estado de São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo autorizou nesta quarta-feira (21) que grávidas e puérperas que receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca contra a Covid-19 agora recebam a segunda dose da Pfizer. A aplicação deve acontecer a partir de sexta-feira (23). 

De acordo com Regiane de Paula, coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI), mais de 9 mil grávidas e puérperas tomaram Astrazeneca e devem procurar as unidades de saúde utilizadas para vacinação na data marcada para segunda dose. 

O imunizante utilizado na primeira dose foi suspenso para gestantes em maio, após uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por volta de "reações adversas". Desde então, a determinação era de seguir orientação do Ministério da Saúde. 

Em toda a campanha, 229 mil grávidas e puérperas já iniciaram o esquema e 34,6 mil já estão completamente imunizadas. "A SOGESP tem acompanhado de perto o trabalho do Governo do Estado. São Paulo já vacinou praticamente metade das gestantes e puérperas, é um dos estados que mais vacinou. A gente vê com muita alegria esse anúncio porque isso trazia muita insegurança para essas mulheres que tomaram a primeira dose da AstraZeneca", disse a presidente da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp), Rossana Pulcineli.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON