cotidiano

Vacina da gripe começa a ser aplicada em grávidas em São Carlos

Mulheres que deram à luz recentemente também podem ir aos postos de saúde; cobertura vacinal está em 33,3%, segundo a Saúde

| ACidadeON/São Carlos -

Vacinação contra a Covid-19 em São Carlos. Foto: CBN
São Carlos ampliou para as gestantes e puérperas a vacinação contra a gripe. Idosos, profissionais de saúde e crianças de seis meses a 4 anos já podiam se imunizar contra a influenza.

"Estamos aplicando a vacina contra a gripe em todas as 23 unidades da saúde da família (USFs) e nas 12 unidades básicas de saúde de segunda a sexta-feira", explica a diretora da Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, diretora de Vigilância em Saúde. O horário de vacinação é das 8h às 16h.

Em São Carlos já foram aplicadas 24.765 doses contra a Influenza, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 33,3%; sendo que 2.107 doses foram aplicadas em trabalhadores da saúde (22,2%), 21.320 doses foram aplicadas em idosos (48,3%), 1.309 doses em crianças (9,6%) e 29 doses em gestantes (1,3%).

A vacina contra Influenza é trivalente é composta pelos vírus H1N1, a cepa B e o H3N2, do subtipo Darwin, que causou os surtos localizados no final do ano passado.

As crianças de 6 meses a menor que 5 anos e profissionais da saúde também estão sendo a vacinadas contra o Sarampo em todas as unidades de saúde.

O sarampo é uma doença infecciosa grave e bastante contagiosa que pode provocar complicações e até óbitos, principalmente em crianças menores de um ano. A transmissão acontece de pessoa para pessoa pelas vias aéreas, como ao tossir ou espirrar.

Entre os sintomas, estão tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal-estar. Nas crianças, pode causar pneumonia, infecções no ouvido e inflamação no cérebro.

Em 2016, o Brasil havia se livrado do vírus endêmico do sarampo, mas, dois anos depois, ele voltou a causar surtos no país. Entre 2019 e 2021, foram confirmados mais de 30 mil casos da doença.

As vacinas contra o sarampo e a Influenza podem ser tomadas simultaneamente, exceto para as pessoas que foram diagnósticas com Covid-19.

Mais notícias


Publicidade