Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Venda de chocolates para fabricação de ovos caseiros cresce na cidade

De acordo com a Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), é esperado aumento de 2 % no setor

| ACidadeON/São Carlos

Fabricação caseira aumentou por conta da crise - Foto: Matheus Urenha / Arquivo A Cidade


As vendas para a Páscoa, comemorada neste ano em 21 de abril, devem ter um crescimento de 2% em São Carlos, segundo a Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC). É estimado que o setor de chocolates, como de costume, seja o mais atrativo.

De acordo com o presidente da ACISC, José Fernando Domingues, espera-se que as vendas atinjam o mesmo aumento referente a 2018.

"O que a gente tem que deixar claro é que, apesar de toda crise econômica, a venda de chocolates ainda é um diferencial e a data e muito aguardada por todos. Portanto, dentro de suas pesquisas, acreditamos que manteremos esse crescimento", disse o presidente.

Porém, com o crescimento de empreendedores que investem na venda de ovos caseiros, a espera é de que exista alta procura no setor de chocolates para confecção, recheios e embalagens.

"Hoje em dia os ovos artesanais estão em alta, é um mercado que está crescendo em disparada já faz algum tempo, e ao contrário do que muitos dizem, o investimento neste tipo de empreendedorismo é o que mantêm o crescimento de índice das vendas", explicou Domingues.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas no país devem aumentar cerca de 1,5% neste ano, gerando mais de 10,7 mil postos de emprego temporário e um faturamento de R$ 2,4 milhões para o varejo.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook