Aguarde...

Economia

Fotógrafa oferece foto profissional gratuita para autônomos

Objetivo é ajudar a divulgar o trabalho destes profissionais de São Carlos neste período de crise provocada pela Covid-19; confira

| ACidadeON/São Carlos

Fotos estão sendo publicadas no Instagram. Foto: Redes sociais
 

Uma fotógrafa de São Carlos está oferecendo uma foto gratuita para ajudar a divulgar o trabalho de profissionais autônomos neste período de crise provocada pela Covid-19.  "Essa foto é tirada aqui no estúdio, ela não tem custo. A pessoa vem e tira a foto com o objeto de trabalho. Por exemplo, a confeiteira veio com o bolo, a costureira trouxe a máquina dela e as máscaras, a manicure trouxe os esmaltes, etc.", explicou Letícia Luchesi.  

Além de dar a foto, a fotógrafa também criou um perfil no Instagram para divulgar o trabalho de cada um desses profissionais. "Essa foto é publicada com uma breve descrição do trabalho da pessoa e o contato. Então a ideia é divulgar um pouco do trabalho dessas pessoas de São Carlos", disse.  

A ideia fez sucesso e agenda da Letícia já está lotada. "Eles gostaram bastante da campanha. Eu tenho duas semanas já com pessoas agendadas para fazer as fotos. Eu estou marcando duas pessoas por dia, para dar tempo de editar a foto e a pessoa escolher", afirmou Luchesi.  

Agenda vazia  

Cabeleireira e terapeuta capilar, Débora Patrícia Aguilar Rigão, de 41 anos, disse que as suas clientes 'sumiram' quando foi decretada a quarentena em virtude da Covid-19 em São Carlos. "O impacto foi muito grande. Eu sempre trabalhei com agendamento, sempre tinha agenda programada para no mínimo 20 dias. Foi decretado o isolamento em uma terça-feira e na quarta começaram a ligar e desmarcar. Todas as clientes desmarcaram e a gente não tinha o que fazer. "  

Débora disse que a foto profissional valorizou seu trabalho como terapeuta capilar. Foto: Letícia Luchesi
 

"Eu fiquei parada, não porque eu não poderia trabalhar, mas as clientes ficaram com medo de sair de casa. Então isso teve grande impacto no meu espaço", complementou a cabeleireira, que atua há 25 anos na cidade.  

Com a flexibilização das medidas de isolamento, Débora explicou que já está conseguindo preencher a agenda com clientes novamente. "Agora que foi liberado, nós estamos com todas as precauções que a vigilância pede, tem álcool em gel, a gente desinfeta as cadeiras, faz higienização total do ambiente entre um atendimento e outro, usamos máscaras. Então a gente está respeitando ao máximo para voltar a trabalhar de forma contínua", contou.

A cabeleireira ressalta que o salão não é apenas beleza, também é saúde: "Elas vão lá, conversam, se abrem e saem de lá não só com a aparência bonita, mas com a autoestima elevada". 

Decidiu arriscar  

A confeiteira Gabriella Cássia Lopes, de 35 anos, abriu o negócio próprio em 2016, mas deixou o projeto parado por cerca de 2 anos para se dedicar a maternidade.  

Quando decidiu voltar ao trabalho, o novo coronavírus já era uma realidade. No entanto, Gabriella decidiu arriscar. Estava receosa, mas me surpreendi. Por não ter um espaço, trabalhar em casa e com entregas, isso facilitou muito. As pessoas aderiram ainda mais ao delivery nessa fase e isso ajudou", contou.   

Foto profissional que Gabriella recebeu. Foto: Letícia Luchesi

Ajuda extra e valorização do profissional autônomo  

Aos poucos, diversos setores do comércio já estão podendo retomar suas atividades. No entanto, para quem não conta com um espaço físico e não tem condições de contratar serviços de propaganda e publicidade, toda ajuda é bem-vinda. "A ideia da Letícia foi sensacional. Ela é uma fotógrafa impecável, já conhecia o trabalho dela e quando recebi o convite para as fotos e divulgação fiquei muito feliz. Tive um retorno muito bom com a divulgação dela. Nesta fase de pandemia, as pessoas estão mais conscientes e valorizando mais os profissionais da nossa cidade", afirmou Gabriella Lopes.  

No caso da Débora, como era mais conhecida pelo trabalho como cabeleireira, a foto profissional ajudou a divulgar o seu serviço de terapia capilar. "Deu uma outra posição nas mídias sociais ao meu respeito. Muitas pessoas não sabiam que eu era terapeuta capilar também. Pessoas de vários estados estão mandando mensagem para saber como é, se eu conheço outros profissionais das cidades para indicar. Então teve uma movimentação muito bacana e que me posicionou de uma forma bem culta, bem respeitável no mercado", agradeceu Débora Rigão.

Veja como participar  

Quem tiver interesse no serviço oferecido, deve entrar em contato com a fotógrafa Letícia Luchesi através do número: 99771-7551.  

Através do perfil da campanha criado no Instagram (https://www.instagram.com/ajudeumautonomosc/) é possível conferir os autônomos que já receberam suas fotos. 

Fotógrafa Letícia Luchesi. Foto: Arquivo pessoal/ Imagem cedida




Mais do ACidade ON