Publicidade

economia

Administração municipal reduz percentual de gastos com pessoal

Em audiência pública, secretário da Fazenda falou que entrada de recursos foi maior do que a esperada e que estoque de restos a pagar caiu para menos de R$ 1 mi

| ACidadeON/São Carlos -

Prefeitura de São Carlos (SP). Foto: ACidade ON
São Carlos (SP) reduziu em cinco pontos percentuais a proporção de gastos com pessoal sobre as despesas orçamentárias da Prefeitura. O balancete do segundo quadrimestre do município foi apresentado em audiência pública na Câmara Municipal.

Durante a audiência, o secretário da Fazenda, Mário Luiz Duarte Antunes, afirmou que a administração gastou R$ 424 milhões com salários e benefícios, 44,25% do total. Em agosto do ano passado, a proporção era de 49,3%, próximo aos 51% estabelecidos como "prudencial" pelo Tribunal de Contas do Estado.

Antunes apresentou um relatório resumido da execução orçamentária do município referente às receitas correntes, de capital, demonstrativo de apuração da receita corrente líquida, balanço orçamentário (receitas e despesas), demonstrativo de restos a pagar e despesas com pessoal.

A entrada de recursos foi além da estimada pelos técnicos da Fazenda no final do ano passado, durante a montagem da proposta de Orçamento. Os números da receita total realizada pela Prefeitura, incluindo administração indireta, ultrapassou R$ 667 milhões, o que representa 102% da receita prevista no orçamento de 2021.

Já a despesa total liquidada de 2021, também incluindo a administração indireta, foi R$ 527 milhões. Já a empenhada ultrapassou R$ 671 milhões. O secretário de Fazenda, Mário Luiz Duarte Antunes, disse aos vereadores que 66% do orçamento foi empenhado.

Saneamento das contas
Segundo o secretário, nos últimos anos as contas públicas municipais tiveram um movimento de queda nos restos a pagar processados.

"Ocorreu uma queda nesses valores. Em 2016 chegou a R$ 52 milhões, em 2017 foi o pico passando para R$ 100 milhões, caindo para R$ 22 milhões em 2019 e agora a menos de R$ 1 milhão, exatos R$ 913 mil, demonstrando o esforço que estamos fazendo ano a ano para reduzir os restos a pagar", enfatiza.

A execução orçamentária, que representa quanto empenhou e o quanto a Prefeitura recebeu, demonstra equilíbrio das contas públicas, de acordo com a Prefeitura. Foram empenhados pouco mais de R$ 671 milhões e já recebidos R$ 667 milhões.

Para 2021, São Carlos planeja gastos da ordem de R$ 1 bilhão de reais, pela primeira vez na história. Mais da metade dos recursos serão destinados à Saúde e Educação.

Mais notícias


Publicidade