Publicidade

economia

Atrasados movimentam comércio na véspera do Dia das Crianças

Comerciantes e vendedores se animam, apesar de o tempo chuvoso ameaçar as vendas; crescimento deve ser de 8% a 10%, calcula a Acisc

| ACidadeON/São Carlos -

No dia do feriado da Padroeira é comemorado também o Dia das Crianças (Foto: Luciano Claudino/Código 19)
Véspera do Dia das Crianças, esta segunda-feira (11) teve movimento grande no comércio de clientes atrás de presentes para os pequenos.

Comerciantes e atendentes aproveitam para faturar, apesar da ameaça de chuva nesta tarde. A vendedora Ingrid Amanda da Silva de Lima viu movimento maior do que esperado para a véspera do feriado. A meta estipulada para o dia foi batida logo à tarde. "Está bem procurada a loja. Estamos atendendo bastante e tendo bastante muito intenso", afirma.

Os interesses são os mais variados. Há quem queira presentar as crianças com bicicleta, motoca, bonecos de animações. Os jogos educativos estão saindo bastante.

Segundo a vendedora, há quem chegue à loja procurando presentes baratos e acaba saindo com mais do que o esperado.

"Mas tem a galera que investe alto nos nossos brinquedos maiores, entre eles, as bicicletas que estão por R$ 200. Tem o pessoal que vem pelos preços mais baixos, jogos que temos a partir de R$ 19,99. Tem presentes para todos os bolsos e tipos", comenta.

O empresário Vanderson Augusto buscou presentes para dar para filhos e sobrinha. Mais ou menos espera gastar entre R$ 70 e R$ 100 por item, mas quer economizar pesquisando. "Vimos atrás de brinquedos. Como é o Dia das Crianças estamos preferindo brinquedos a roupas. Mas ainda não sabemos ao certo o que (vamos comprar)".

O Núcleo de Economia da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (Acisc) estima crescimento nas vendas neste ano.

"A comparação com a média de vendas do ano é de 8% a 10% (a mais) nos segmentos mais localizados, o que inclui bares, restaurantes, brinquedos, roupas e calçados infantis. São os itens mais fortes no consumo. Então, setores que trabalham com esses produtos têm um impacto nas vendas diferentes do que a média dos outros meses", explica o economista Elton Eustáquio Casagrande.

O especialista afirma ainda que o feriado deste ano pode ser afetado pelas viagens. Muitas famílias aproveitaram para dar uma "esticada" em destinos mais distantes.

"Nesta data, por envolver feriado e deslocamento, não é comparável ao Dia das Mães e Dia dos Pais ou dos Namorados, por envolver viagem e turismo regional", comenta.

Mais notícias


Publicidade