Publicidade

economia

Mercado de trabalho de São Carlos "perde" vagas após ajuste no Caged 2020

A nova planilha ministerial aponta que houve mais admissões e mais desligamentos e saldo positivo ficou menor

| ACidadeON/São Carlos -

Carteira de Trabalho Digital pode ser baixada em celulares Android e iOS (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)
São Carlos criou em 2020 230 vagas de emprego do que o governo federal havia divulgado anteriormente. O Ministério do Trabalho revisou a base de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o que fez com que o saldo passasse de 1.120 para 890.

A nova planilha ministerial aponta que houve mais admissões e mais desligamentos. Oficialmente, São Carlos teve 27.023 entradas e 26.133 baixas de carteiras de trabalho.

O setor de serviços não foi tão bem quanto se imaginava. O saldo, de 947, passou para 806 após a revisão. A indústria contratou menos, com 219 vagas criadas. Antes, o governo federal tinha divulgado 234 postos.

Na contramão, a construção civil teve mais postos criados do que o divulgado. O resultado passou de 18 para 40 vagas em 2020. A agropecuária teve menos vagas do que o imaginado antes: 96 contra 103.

Os novos dados do Caged 2020 mostram uma crise mais acentuada no comércio de São Carlos. O resultado, já ruim na divulgação do começo do ano, ficou ainda pior. Na primeira divulgação, o cálculo era de 182 vagas fechadas. Atualmente, 271 extintas.

Mais notícias


Publicidade