Publicidade

economia

Lira levará para líderes proposta de taxação de lucros da Petrobras

Presidente da Câmara afirmou que aumento de preços é retaliação por demissão do atual presidente da empresa, que foi demitido em maio passado

| ACidadeON/São Carlos -

Deputado Arthur Lira (Foto: Câmara dos Deputados)
Em reação ao aumento dos preços dos combustíveis, o presidente da Câmara Federal, Arthur Lira (PP-AL), vai reunir líderes partidários para discutir proposta de taxação de lucros da Petrobras e mudanças na política de preços da estatal.

O político fez críticas ao novo aumento anunciado pela empresa, de 5,2% na gasolina e 14,3% no óleo diesel em participação no canal Globonews.

O presidente da Câmara pediu a renúncia do presidente da estatal, José Mauro Ferreira Coelho. Lira afirmou que o aumento é uma retaliação pela sua demissão. A saída de Coelho da Petrobras foi anunciada no fim de maio, mas nãos e concretizou por depender de nova assembleia de acionistas da empresa. "Está fazendo mal ao Brasil e à economia brasileira". 
 
Leia mais  
Petrobras anuncia aumento nos preços da gasolina e do diesel

Bolsonaro diz que Petrobras "pode mergulhar o Brasil num caos"
Balança comercial de São Carlos atinge déficit R$ 150 milhões em 2022

Na quarta (15), a Câmara aprovou projeto que torna os combustíveis serviços essenciais e limita a tributação de ICMS sobre o produto. A lei pode se tornar inócua com o novo aumento promovido pela empresa.

Lira vai reunir o colégio de líderes para discutir como dobrar a taxação do lucro da empresa (CSLL) e alternativas à política de preços a Petrobras, hoje indexada ao dólar.

"A Petrobras não dá um sinal a diminuir seu lucro de 30%, está trabalhando para pagar dividendos a fundos de pensão internacionais. Não custava nada esperar resultados do que estamos fazendo para diminuir a inflação para os mais vulneráveis antes de anunciar novos aumentos", criticou.

Com a nova taxação, Lira espera reverter recursos para população e criar, por exemplo, "voucher combustível para caminhoneiro e taxistas". 
  
Veja também 
Vereador comemora regulamentação de lei que dá verba às escolas de São Carlos
Vereador de São Carlos e deputado tentam visitar HU mas são ignorados 
TSE amplia gastos com segurança privada para ministros da Corte

Publicidade